tvsinopse.

kinghost.net

 







 

tvsinopse@gmail.com

 

 


The Adventures of Twizzle - Parte 1


 

 

 

The Adventures of Twizzle foi a primeira série produzida pela recém-formada produtora AP Films de Gerry Anderson e Arthur Provis. Tudo começou quando Gerry e Provis, depois de seis meses após a fundação da empresa e sem ter realizado nenhum trabalho até então, foram procurados pela escritora Roberta Leigh e sua colega Suzanne Warner para que eles desenvolvessem uma série de bonecos, criada pela própria Roberta. 

 

 

 

Nem Gerry, nem Provis não esperavam exatamente este tipo de projeto, mas diante das circunstâncias e falta de trabalho, não tiveram outra saída senão aceitar a proposta e assim fecharam um contrato com a Associated Redfusion, para produzir esta série de bonecos para a recém-formada Independent Television (ITV) e também tendo Roberta Leigh como co-produtora.

 

 

Trabalhar com bonecos já não era uma grande novidade para Gerry e Provis, pois eles já haviam trabalhado em alguns comerciais para a Kellogg´s utilizando bonecos, mas certamente ficaram envergonhados por verem seus talentos submetidos a fazer uma série de marionetes. Além disso, o projeto tinha um orçamento muito modesto, até mesmo para a época, e um prazo de entrega muito curto.

 

 

 

Um dos pavores de Gerry Anderson era o fato dele associar os bonecos apresentados na televisão a aquelas figuras grotescas, de olhos distantes, estáticas e sem a menor graciosidade em seus movimentos e expressões faciais. Diante disso reuniu-se com o seu diretor de arte, Reg Hill e resolveram somar vários outros elementos tecnológicos aos bonecos e às filmagens.

 

 

Twizzle

 

A série contava as aventuras de Twizzle, um boneco em forma de garoto, que tinha a habilidade para esticar as pernas e seus braços, usava calças compridas e um boné de lã. Ele havia recebido o nome de Twizzle por causa de um "cri...crick" que provocava uma cãibra em seus braços e suas pernas e também porque era bem alto, por isso podia apanhar muitas coisas.

 

    

Footso - Toy Sho Owner

 

Twizzle morava originalmente numa loja de brinquedos, juntamente com outros amigos brinquedos, mas tinha um preço um pouco alto demais para que as pessoas pudessem comprá-lo. Ele já tinha se resignado a se manter na loja, quando um dia, uma menina horrível e malcriada chamada Sally Cross entrou na loja e barganhou com o dono da loja para lhe vender por bem menos. O dono da loja ficou de pensar.

 

    

Thin Teddy Bear - Sally Cross

 

Horrorizado ao ver que ele teria que viver com Sally Cross, Twizzle se escondeu num Jack-In-The-Box (uma espécie de caixinha de brinquedo) e lá ficou escondido até anoitecer e na primeira oportunidade fugiu da loja usando suas habilidades e se escondeu dentro de um canil onde conheceu Footso, um gato preto, que tinha as patas enormes.

 

    

Chawky - Candy Floss

 

Footso também havia fugido de sua casa e assim os dois fugitivos viraram parceiros e amigos e começaram a viver uma série de aventuras. Numa delas, Twizzle resolve usar suas habilidades, para salvar uma pequena boneca de uma casa, que estava pegando fogo. Como recompensa, Twizzle ganhou um carro de corrida, mas ele trocou isso com o The Garagem Man (O Homem da Garagem) por um caminhão vermelho e um jogo sobre como salvar brinquedos quebrados chamado Chawky. 

 

 

Jiffy The Broomstick Man - The Garage Man

 

Passou a conhecer outros brinquedos como Jiff - The Brromstick (Jiff - O Homem Cabo de Vassoura), Bouncy (uma bola que se perdera num salto), Candy Floss (uma boneca que conseguia dizer "mamãe") e outros como The China Doll, Thin Teddy Bear, Jack-In-The-Box e Polly Moppet.

 

 

Teddy Bear - Jack In The Box

 

Com o tempo, Twizzle e seus amigos começaram a sentir a necessidade de encontrar um lugar para morar em paz, protegidos dos seus donos e onde ninguém pudesse lhes fazer nenhum mal. Assim constroem uma cidade de cabana num tronco e o batizam de Stray Town (Cidade Perdida), onde todos os brinquedos perdidos são bem-vindos. De tempos em tempos eles são visitados por um outro brinquedo, com uma figura muito patriarcal, chamado de The Toy Inspector (O Inspetor de Brinquedos), para assegurar que todos os brinquedos estejam perfeitos e felizes.

 

 

Nessa época os bonecos da série Twizzle eram feitos por Joy Laurey, com exceção de Footso, que era feito por Christine Granville e os dois trabalhavam com Murray Clark, que operava os bonecos. Depois Joy ficou somente com as filmagens e Christine continuou a fabricação, por muitos anos, dos bonecos para os filmes subseqüentes de Anderson. Foi também neste período que se deu início a uma longa amizade e colaboração de Christine com Anderson.

 

 

 

Com o decorrer das filmagens novos elementos foram aos poucos sendo acrescentados e incorporados nas cenas a serem filmadas, empregaram até um corte em close-up, nunca utilizadas numa série de bonecos, até aquele momento. Outra melhora foi na troca da manipulação tradicional, que utilizavam operadores trabalhando com os fios atrás dos bonecos, por manipuladores que ficavam no alto, sobre uma ponte, a uma altura de mais ou menos 12 pés, acima do estúdio. Isto eliminou a necessidade de fazer jogos cênicos únicos e anulou as sombras que geralmente refletiam sobre o fundo ou nos bonecos.

 

 

Para que as marionetes pudessem ser vistas dessa maneira, Anderson também comprou uma máquina fotográfica bem leve, que tinha entrado a pouco tempo no mercado e prendeu-o junto à câmera cinematográfica, de tal modo que qualquer movimento criado na câmera, era imediatamente retransmitida para os seus respectivos monitores de cena.  Uma vez que a cena estivesse de acordo com o objetivo proposto, ela era imediatamente fotografada. Essa técnica brilhante e inovadora ficou conhecido como Video Assist e mais tarde foi adotado pelas indústrias cinematográficas.

 

Vídeo

 

 

 

(Favor aguardar alguns instantes até a completa instalação do vídeo)

 

 

Partes:  01   |   02   |   Index

 

 


 



 

tvsinopse.

kinghost.net

 







 

tvsinopse@gmail.com