Aaron Spelling - Produtor - Roteirista - Primeira Parte


 

 

Aaron Spelling foi um dos mais prósperos produtores norte-americanos de televisão e cinema, com participação em mais de 218 produções, incluindo seriados famosos como As Panteras, Barrados no Baile, Sétimo Céu, entre outros. Aaron iniciou sua carreira fazendo pequenos papéis em alguns seriados de televisão, depois passou a escrever roteiros e finalmente tornou-se um mega-produtor da TV.

 

 

Spelling nasceu no dia 22 de abril de 1923, em Dallas, Texas, Estados Unidos, numa família de imigrantes judeus polacos. Teve uma infância com muitos problemas. Aos oito anos de idade passou a sofrer um ataque psicossomático que impedia a mobilidade de suas pernas, sendo alvo de gozações e ataques por parte de seus colegas da escola.

 

 

Segundo vários autores, o interesse pelo cinema e televisão surgiu na sua adolescência quando ele assistiu ao filme “Forest Avenue High School” que o deixou impressionado e com vontade de seguir a carreira cinematográfica.

 

 

Pouco tempo depois, teve de prestar o serviço militar obrigatório e ingressou na Força Aérea dos Estados Unidos. Ao terminar seus deveres militares, retornou aos estudos ingressando na universidade de Southern Methodista University, por volta de 1949.

 

 

Depois começou pouco a pouco participando como ator, em pequenos papéis em filmes como “Three Young Texas”, “Wyoming Renegades”, entre outros. Durante esta época conheceu a atriz Carolyn Jones, com quem se casou em 1953. Carolyn Jones fez muito sucesso na televisão com as séries A Família Addams e também como vilã "Masha, a Rainha dos Diamantes" na série Batman dos anos 60, entre outros.

 

 

Em 1954, Spelling conseguiu vender seu primeiro roteiro para “Jane Wayman Theater” e depois aos poucos foi abrindo caminho, escrevendo outros roteiros, para diversos outros seriados da televisão, até chegar a ser um próspero produtor.

 

 

Durante a década de 50, escreveu para “Dick Powell”, “Playhouse 90”, “Last Man”, entre outros. Sua aproximação com Dick Powell fez com Spelling se unisse a ele na companhia “Powell´s Four Star Productions”, que posteriormente se tornou a “Thomas-Spelling Productions”, depois da morte de Dick Powell.

 

Partes:  01   |   02   |   03   |   04   |   Artigos