tvsinopse.

kinghost.net

 







 


George Bernard Shaw - Dramaturgo - Romancista, Jornalista, Contista


 

 

George Bernard Shaw nasceu em 26 de julho de 1856, em Dublin, filho de um funcionário público protestante e teve uma formação escolar muito irregular, devido a sua aversão a qualquer formação organizada. Depois aos 16 anos de idade foi trabalhar num escritório. Bernard Shaw também havia adquirido um grande conhecimento artístico graças a sua mãe e as freqüentes visitas ao National Gallery na Irlanda.

 

 

Mudou-se para Londres em 1876, decidido a tornar-se um escritor, mas por quase dez anos suas obras foram recusadas pela editoras da cidade, assim como seus diversos artigos dessa mesma época que nunca chegaram a ser publicada.

 

 

Em 1885 conseguiu um trabalho num jornal e por quase uma década escreveu resenhas literárias, fez crítica de arte e escreveu brilhantes colunas musicais. Aos poucos a suas atividades literárias e em especial suas produções teatrais começaram a fazer sucesso e também passou a destacar-se na defesa do socialismo, criando panfletos e ensaios sobre assuntos políticos entre outras.

 

 

Recusou o Nobel de Literatura de 1925 e em suas últimas peças, intensificou as pesquisas com a linguagem não-realista, simbolista e tragicomédia. Sua peça mais famosa, Pigmalião inspirou a peça teatral My Fair Lady e também um filme de grande sucesso de mesmo nome. Bernard Shaw morreu em 2 de novembro de 1950, aos 94 anos de idade.

 

 

Segundo alguns autores Shaw utilizou a figura de Pigmalião da mitologia romana como base para a sua peça. Na mitologia Pigmalião é o nome de um escultor que se apaixona pela estátua que criou. Segundo Ovídio, ele não estava interessado em mulheres, mas na estátua de tal forma verossímil que acaba por render a ela os seus encantos, oferecendo-lhe presentes e rezando a Vênus, que fica com pena dele e resolve dar vida a estátua. Eles se casam e tem um filho chamado Paphos.

 

 

 

Plays Unpleasant (publicada em 1898)
Widowers' Houses (1892)
The Philanderer (1898)
Mrs Warren's Profession (1893)
Plays Pleasant (published 1898):
Arms and the Man (1894)
Candida (1894)
The Man of Destiny (1895)
You Never Can Tell (1897)
Three Plays for Puritans (publicada em 1901)
The Devil's Disciple (1897)
Caesar and Cleopatra (1898)
Captain Brassbound's Conversion (1899)
The Admirable Bashville (1901)
Man and Superman (1902–03)
John Bull's Other Island (1904)
How He Lied to Her Husband (1904)
Major Barbara (1905)
The Doctor's Dilemma (1906)
Getting Married (1908)
The Glimpse of Reality (1909)
The Fascinating Foundling (1909)
Press Cuttings (1909)
Misalliance (1910)
Annajanska, the Bolshevik Empress (1917)
The Dark Lady of the Sonnets (1910)
Fanny's First Play (1911)
Overruled (1912)
Androcles and the Lion (1912)
Pygmalion (1912–13)
The Great Catherine (1913)
The Inca of Perusalem (1915)
O'Flaherty VC (1915)
Augustus Does His Bit (1916)
Heartbreak House (1919)
Back to Methuselah (1921)
In the Beginning
The Gospel of the Brothers Barnabas
The Thing Happens
Tragedy of an Elderly Gentleman
As Far as Thought Can Reach
Saint Joan (1923)
The Apple Cart (1929)
Too True To Be Good (1931)
On the Rocks (1933)
The Six of Calais (1934)
The Simpleton of the Unexpected Isles (1934)
The Shewing Up of Blanco Posnet (1909)
The Millionairess (1936)
Geneva (1938)
In Good King Charles's Golden Days (1939)
Buoyant Billions (1947)
Shakes versus Shav (1949)

 

Romances

 

 

Immaturity

Cashel Byron´s Profession

An Unsocial Socialist

the Irrational Knot

Love Among the Artists

 

Contos

 

 

The Black Girl in Search of God

The Miraculous Revenge

 

Ensaios

 

 

Quintessence of Ibsenism (1891)
The Perfect Wagnerite, Commentary on the Ring (1898)
Maxims for Revolutionists (1903)
Preface to Major Barbara (1905)
How to Write a Popular Play (1909)
Treatise on Parents and Children (1910)
Common Sense about the War (1914)
Preface to Major Barbara (1905)
Dictators - Let Us Have More of Them (1938)
"Shaw's Music: The Complete Musical Criticism Of Bernard Shaw in Three Volumes" (1955)
"Shaw on Shakespeare: An Anthology of Bernard Shaw's Writings" (1961)

 

Frases

 

 

"O especialista é um homem que sabe cada vez mais sobre cada vez menos, e por fim acaba sabendo tudo sobre nada"

"O sucesso encobre uma infinita quantidade de erros"

"As idéias são como pulgas, saltam de uns para outros, mas não mordem a todos"

"O que a história nos ensina é que a história não nos ensina nada"

"Temos tempo bastantes para pensar no futuro quando já não temos futuro em que pensar"

"A democracia muitas vezes significa o poder nas mãos de uma maioria incompetente"

"A virtudes consiste não só em abster-se do vício, mas também em não o desejar"

 

Vídeo

 

Principais Fontes Bibliográficas

 

http://pt.wikiquote.org/wiki/George_Bernard-Shaw

http://www.netsaber.com.br/biografias/ver_biografia_c_1035.html

http://nobelprize.org/nobel_prizes/literature/laureates/1925/shaw-bio.html

http://www.frasesfamosas.com.br/de/bernard-shaw.html

 

Retornar/Artigos

 

 


 



 

tvsinopse.

kinghost.net