tvsinopse.

kinghost.net

 







 


Isaura Bruno - Mamãe Dolores - Atriz


 

 

Muito provavelmente se dissermos Isaura Bruno muita gente não saberá de quem se trata, mas de falarmos Mamãe Dolores, com certeza muitos irão lembrar da figura que tanto nos encantou nos anos 60. Isaura nasceu como Maria Isaura Bruno em Vila Ribeiro, na Fazenda Santana, interior de São Paulo, em 23 de junho de 1916 (alguns autores dão como 1926), onde seus pais trabalhavam e lá foi criada quando aos três anos de idade seu pai morreu e aos 11 anos perdeu sua mãe.

 

 

Assim passou a criada pela avó materna até a sua morte, quando teve de deixar a casa e foi trabalhar como cozinheira para uma família na cidade. Depois de um certo tempo, ela acabou sendo trazida para a capital paulista, para trabalhar na casa de um parente desta família. Ficou grávida solteira, e como não tinha como dormir no emprego, ia para as gafieiras, bailes noturno, que eram os locais onde geralmente as empregadas domésticas costumavam frequentar e conseguia um pouco de conforto com as amigas.

 

 

Por esse tempo, sem ter onde dormir arranjada uma cadeira numa igreja, ou um banheiro público para descansar e quando muito, alugava um pequeno quarto de baixa renda nestes casarões abandonados pela cidade. Poucos meses após dar a luz perdeu a criança por causa de pneumonia e por viver em tais condições. Como Isaura costumava frequentar as gafieiras, certo dia encontrou-se com a cozinheira do então diretor e ator Walter Foster, e disse que ele estava precisando de uma pessoa com as suas descrições para participar de um filme.

 

 

Isaura foi e conseguiu um contrato para participar de “Luar do Sertão” de 1949, e atuou pela primeira vez ao lado de Bina Bergamo, Dora Machado de Campos, Nhá Barbina e Walter Foster, entre outros. A partir de então passou a fazer todo tipo de trabalho que aparecesse, geralmente próximos ou ligadas as produções de filmes e quando a oportunidade acontecia participava de um evento ou outro, e assim ia tocando sua vida.

 

 

Em 1952, participou do filme “Simão o Caolho”, sob direção de Alberto Cavalcanti e contracenou ao lado de Yara Aguiar, Mesquitinha, Silvana Aguiar e Nair Bello, entre outros, e assim aumentando seus laços de amizade com outros artistas. Dez anos mais tarde, em 1962, voltou a participar de um outro filme “O Vendedor de Linguiças”, uma comédia sob direção de Glauco Mirko Laurelli, e atuou ao lado de Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Duval, entre outros grandes artistas da época.

 

 

Alguns anos mais tarde, em 1964, foi convidada para interpretar a personagem da Tia Anastácia no “Sitio do Pica-pau Amarelo” realizado pela TV Cultura, comandada por Lúcia Lambertinie, e pouco tempo depois Isaura já estava, juntamente com outros atores e atrizes encabeçando o elenco da novela “O Direito de Nascer”, na extinta TV Tupi, numa adaptação do original de Felix Caignet por Thalma de Oliveira e Teixeira Filho, sob direção de Lima Duarte e José Parisi, quando a personagem Mamãe Dolores, interpretada por Isaura Bruno começou a comover a todos que assistiam a novela, ao ver o sofrimento da pobre mãe negra lutando pelo seu filho branco de criação Albertinho, num mundo cheio de preconceitos.

 

 

A novela foi um sucesso sem igual e logo em seguida foi escalada para a novela “O Preço de uma Vida” escrita por Thalma de Oliveira, sob direção de Henrique Martins, que foi exibida entre agosto de 1965 a fevereiro de 1966, e onde Isaura interpretou a personagem de Mãe Maria. Também foi escalada para a próxima novela “O Anjo e o Vagabundo”, escrita por Benedito Ruy Barbosa e direção de Wanda Kosmo, também na extinta TV Tupi, entre outubro de 1966 a março de 1967, onde interpretou a personagem Branca.

 

 

Em 1967, voltou a trabalhar no cinema ao lado de Mazzaropi no filme “O Jeca e a Freira”, juntamente com Maurício do Valle, Elizabeth Hartmann, Ewerton de Castro, e outros. O filme foi um grande sucesso, elevando ainda mais o nome de Isaura. Em 1969, foi convidada a participar da novela “A Cabana do Pai Tomás”, pela Rede Globo, sob direção de Régis Cardoso, que apresentada entre julho de 1969 a março de 1970, onde Isaura interpretou o papel de Bessie, sendo essa a sua última novela.

 

 

Os anos 70 não foram muito frutíferos para os personagens de origem negra e muito artistas afro-brasileiros tiveram seus trabalhos minguados de um modo geral, tanto na televisão, quanto no cinema. Isaura ainda chegou a fazer mais dois filmes, “A Marcha”em 1972 e “O Incrível Seguro de Castidade” em 1975, sendo este o seu último trabalho artístico. Sem trabalho no cinema e na televisão, Isaura Bruno entrou em decadência, e por certo tempo passou a viver apenas dos direitos autorais de um livro seu de culinária que ela havia publicado.

 

 

Mas, logo até esse dinheiro acabou e também a ficar cada vez mais esquecida pelos amigos e pelo público, até a sua morte como indigente, vítima de enfarte enquanto vendia doces nas ruas da cidade de Campinas, interior paulista, aos 60 anos de idade, em 3 de maio de 1977. Alguns autores, no entanto, mencionam que ela morreu em plena Praça da Sé, capital paulista, mas o local pouco importa, mas sim o retrato trágico e desumano como algumas pessoas acabam as suas vidas, e isso é muito triste. Isaura Bruno a primeira atriz afro-brasileira a conseguir ser a protagonista principal de uma telenovela brasileira.

 

 

Filmografia

 

Luar do Sertão – 1949 – filme

Simão o Caolho – 1952 - filme

O Vendedor de Linguiças – 1962 – filme

Sitio do Pica-pau Amarelo – 1964 – série

O direito de Nascer – 1964 – novela

O preço de uma vida – 1965 – novela

O anjo e o Vagabundo – 1966 – novela

O Jeca e a Freira – 1968 – filme

A Cabana do Pai Tomás – 1969 – novela

A Marcha – 1972

O Incrível Seguro de Castidade – 1975

 

Vídeo

Principais Fontes Bibliográficas

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Isaura_Bruno

http://inmemorian.multiply.com/photos/album/107

http://www.museudatv.com.br/biografias/Isaura%20Bruno.htm

http://ww.memorialdafama.com/biografiasMP/MariaIsaura.html

http://www.imdb.com/name/nm0116488/

 

Retornar/Artigos

 

 


 

 



 

tvsinopse.

kinghost.net