tvsinopse.

kinghost.net

 







 


Isaura Garcia - Isaurinha Garcia - Cantora


 

 

A cantora Isaura Garcia ou Isaurinha Garcia como ela é mais conhecida e sobrinha do famoso pintor Pancetti, nasceu na capital paulista, na Rua da Alegria, localizado no bairro do Brás, no dia 26 de fevereiro de 1923, e desde criança gostava de ficar cantarolando por todo lado e principalmente quando ajudava os pais no engarrafamento de vinho. Aos 13 anos de idade sua mãe Dona Amélia a levou para se apresentar no programa A Hora da Peneira Rhoudine na Rádio Cultura, mas infelizmente ela não passou.

 

 

Não conformada com o resultado a mãe tentou novamente em 1937, no programa de Otávio Gabus Mendes, na Rádio Record, onde cantou a música Camisa Listrada e acabou ganhando a primeira colocação e assim ganhou um convite para participar de um programa de calouros especiais e no ano seguinte foi contratada pela emissora de rádio, onde permaneceu por longos anos.

 

 

No início de sua carreira formou dupla com o cantor Vassourinha, e passou a se apresentar em shows e também nos circos. Depois a dupla se desfez e ela passou a atuar sozinha inspirando-se em Carmem Miranda e em Aracy de Almeida, de quem era uma fã ardorosa. Antes de gravar seu primeiro disco, sua voz fez parte de um "jingle" publicitário do sapólio Radium.

 

 

Foi somente em 1941, que Isaurinha conseguiu gravar o seu primeiro disco, pelo selo Columbia, em 78 rpm, onde tinha de um lado a música "Chega de Tanto Amor" um choro composta por Mário Lago e de outro "Pode ser?", um samba de Geraldo Pereira e Marino Pinto, e as músicas acompanhadas pelo Regional de Benedito Lacerda.

 

 

Em seguida gravou o seu segundo disco contendo as músicas "A Baratinha", uma marcha de Antônio Almeida e "Aproveita Beleléu", composta por Marino Pinto e Murilo Caldas. Ainda neste mesmo ano de 1941, gravou o terceiro disco contendo "O Telefone está Chamando" de Benedito Lacerda e Popeye do Pandeiro e "Eu não sou Pano de Prato" de autoria de Mário Lago e Roberto Martins.

 

 

No ano seguinte gravou mais quatro discos e chegou ao seu primeiro sucesso em 1943, ao gravar o samba "Aperto de Mão" de Horondino Silva, Jaime Florence e Augusto Mesquita. Neste ano gravou outros quatro discos e também começou a atuar em diversos programas da rádio consagrados da época e também em show na boates. Em 1945, gravou o samba "Mensagem" composta por Aldo Cabral e Cícero Nunes que acabou se tornando um clássico de seu repertório.

 

 

Em 1947, o sucesso chegou novamente com a gravação da música "De Conversa em Conversa", composição de Lúcio Alves e Haroldo Barbosa. Essa gravação consagraria de vez Isaurinha fazendo-a apresentar no programa de César de Alencar na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, e se apresentar no Copacabana Palace e fazer diversas excursões pelo país, e em 1953, chegou ao auge quando eleita a primeira Rainha do Rádio Paulista, depois vieram outros títulos como A Rainha da Noite e Rainha dos Taxistas.

 

 

 

Em 1957, gravou o seu primeiro LP intitulando-a de "A Personalíssima" inspirada no slogan proferido por Blota Jr. Por essa mesma época, numa excursão a Recife, conheceu e começou um namoro com o tecladista Walter Wanderley, um organista de muito sucesso considerado como um renovador da Bossa Nova. Eles acabaram se casando e passaram a viver uma atribulada vida em comum, e desta união nasceu a única filha de Isaura chamada Mônica.

 

 

Mais tarde em 2003, esta vida amorosa atribulado do casal foi retratada na peça musical "Isaurinha - Personalíssima", sob a direção de Jaqueline Laurence e estrelado pela atriz Rosamaria Murtinho, que estreou no Teatro Municipal de Niterói no Rio Janeiro e também se apresentou em São Paulo e depois retornou ao Rio no Teatro Villa Lobos.

 

 

Em 1970, aposentou da Rádio Record, mas continuou a fazer os seus shows e ainda gravou outros discos. Em toda sua carreira gravou mais 90 discos em 78 rpm, além de 10 LPs e sempre morou em São Paulo e em 30 de agosto de 1993, aos 70 anos de idade, sua voz calou e se tornou estrela a brilhar no céu.

 

 

Discografia Parcial

 

A Baratinha / Aproveita Beleléu - 1941

Batendo na Minha Porta / Quem Paga o Pato Sou Eu - 1942

Malandro Grã-fino / Duas Mulheres e um Homem - 1943

Não era Adeus / Adivinhe Coração - 1944

A Saudade Continua / Camilo - 1945

Mensagem / Edredom Vermelho - 1946

Prêmio de Consolação / De Conversa em Conversa - 1947

Carinhoso / No Rancho Fundo - 1948

Aladim / Prometeu me Ajudar - 1950

Não te Conheço Mais / Cicatrizes - 1951

O Morro Silenciou / Triste Sina - 1952

Apesar dos Pesares / Estava Escrito - 1953

Doce de Coco / Sou Paulista - 1954

Escuta / Mensagem - 1955

Mocinho Bonito / Contando Estrelas - 1956

A Personalíssima - LP - 1957

Sempre Personalíssima - LP - 1959

Atualíssima - LP - 1963

Ary Barroso e Billy Blanco na voz de Isaurinha Garcia - LP - 1969

Isaura Garcia - Documento Inédito - LP - 1987

 

Clique na música desejada para escutar

 

 

Vídeo

Principais Fontes Bibliográficas

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Isaurinha_Garcia

http://www.collectors.com.br/CS06/cs06i01b.shtml

http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/isaurinh.html

http://www.dicionariompb.com.br/isaurinha-garcia

 

Retornar/Artigos

 

 


 

 



 

tvsinopse.

kinghost.net