tvsinopse.

kinghost.net

 







 


Odete Lara - Atriz


 

 

Nos anos 60 e 70 o cinema brasileiro teve o privilégio de contar com uma estrela de primeira grandeza, dona de uma beleza sem igual, tímida e com seriedade em suas feições chamada Odete Lara, que nasceu no dia 17 de abril de 1929 como Odete Righi, uma criança que desde muito cedo sentiu a falta da presença de seus pais para confortá-la. Descendente de imigrantes italianos, do senhor Giuseppe Bertoluzzi e de Virginia Righi, quando Odete estava com seis de idade sua mãe Virginia se suicidou se atirando no poço da casa.

 

 

O pai não tendo como cuidar de sua única filha, colocou-a num orfanato de freiras onde ia vê-la nos finais de semana e posteriormente foi morar com a sua madrinha. Apesar de todo o afastamento, a pequena Odete criou um grande laço afetivo com seu pai, quando novamente a vida lhe daria um outro golpe, seu pai contraiu tuberculose, uma doença considerada como muito contagiosa e fatal na época, por isso seu Giuseppe teve de afastar e quanto Odete estava com 18 anos de idade, seu pai também se suicidou.

 

 

Começou a trabalhar como secretária e datilógrafa, e durante esse tempo, certo dia foi com uma amiga buscar a sobrinha dela na escola de manequins do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Lá chegando e vendo a beleza de Odete, recebeu o convite da diretora para ser manequim. Odete aceitou e sentiu uma época cheia de preconceitos, pois ser manequim não era bem vista pela sociedade da época, mas tocou sua vida chegando a participar do primeiro desfile da história da moda brasileira, que foi realizada pelo próprio Museu.

 

 

Durante esse tempo fez amizade com o diretor do Museu, Pietro Maria Bardi, que a apresentou ao diretor da recém-inaugurada TV Tupi de São Paulo, Cassiano Gabus-Mendes, que logo a contratou para ser a garota-propaganda e assumiu o nome de Odete Lara , e assim passou a ser conhecida pelo público

 

 

Na própria emissora fez programas como "Luz de Gás", "Branca de Neve e os sete Anões", e o programa "TV de Vanguarda", entre 1953 a 1954, nas peças "A Carta", "Hamlet", "A Jaula", "Aconteceu em Samarkand", "A Morte do Caixeiro Viajante", "Bel-Ami", "Elegia para Mary" e "Anjo de Pedra" como Rosa Gonzalez. Ainda em 1954, participou da série "As Aventuras de Red Ringo", sob a direção de Ubirajara Mendes, ao lado de Vida Alves, Lima Duarte, Xisto Guzzi, David Neto e José Parisi, entre outros.

 

 

O sucesso da televisão a levou a um contrato com um dos grupos teatrais mais importantes da época, o Teatro Brasileiro de Comédia, a TBC, e fez sua estreia com a peça "Santa Marta Fabril S/A" sob a direção do italiano Adolfo Celi. Ainda nos anos 50, recebeu um convite para fazer cinema e estreou no filme "O Gato de Madame", onde interpretava duas personagens, a Ivone e o fantasma da Marquesa de Santos. O filme chegou aos cinemas em 1956, sob a direção de Agostinho Martins Pereira e trabalho ao lado de Mazzaropi, Gilberto Chagas, Osmano Cardoso e Lima Neto, entre outros.

 

 

A partir de então, Odete descobriu o seu caminho para sua carreira e continuou a fazer filmes, paralelamente ao teatro, televisão e outras atividades artísticas. Em 1957, voltou no filme "Arara Vermelha" e "Absolutamente Certo", uma comédia romântica sob a direção de Anselmo Duarte. Em 1958, foi a vez de "Uma Certa Lucrécia", depois "Moral em Concordata" (1959) e "Dona Xepa", também em 1959.

 

Foto - Walter Hugo Khouri e Odete Lara

 

A partir dos anos 60 até a metade dos anos 70, participou de diversos filmes, entre eles "Esse Rio que eu Amo" (1961), "Bonitinha mas Ordinária" (1963), "Noite Vazia", "Copacabana me Engana" (1969), "O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro" (1969), "Os Herdeiros" (1970), "Lúcia McCartney, uma Garota de Programa" (1971), "Vai Trabalhar Vagabundo" (1973), "A Estrela Sobe" (1974) e encerrou sua carreira no cinema com "O Princípio do Prazer" de 1979, sob a direção de Luz Carlos Lacerda.

 

 

Mesmo assim Odete Lara ainda apareceria no "Um Filme 100% Brasileiro" de 1985, sob a direção de José Sette e em "Vai Trabalhar, Vagabundo II - A Volta" de 1991. Suas imagens de arquivo também foram utilizadas para o filme "Assim Era a Atlântida", um documentário de 1975, "A Volta", de Hugo Carvana em 1991 e nos documentários "Barra 68" e "Sem Perder a Ternura" de Vladimir Carvalho em 2001, e em "Glauber, O Filme - Labirinto do Brasil", de Silvio Tendler, de 2003. Odete Lara, Paulo Autran, Anselmo Duarte, Nydia Licia e Cecil Thiré, entre outros também apareceram como eles próprios, dando depoimentos no documentário italiano de 2006, denominado "Adolfo Celi, un uomo per due culture".

 

 

Durante o tempo que fez cinema também participou da novela “Em Busca da Felicidade” em 1965, pela extinta TV Excelsior e também nas novelas "As Bruxas" (1970) e "A Volta de Beto Rockfeller" em 1973, ambas pela TV Tupi. Por volta de 1976, Odete já começava a sentir cansada da vida agitada do Rio de Janeiro e então mudou-se para Nova Friburgo, e nesse tempo namorava o escritor Euclydes Marinho, 21 anos mais novo que ela. Começou a ter contato com o Zen Budismo e dois anos depois, ela abandonaria a sua carreira para tentar viver a sua própria vida.

 

 

Depois que deixou o seu lado artístico tornou-se uma adepta ao budismo e também passou a traduzir os livros do vietnamita e monge budista Thich Nhat Hanh, que ela conheceu num mosteiro nos Estados Unidos. Também publicou três livros autobiográficos "Eu Nua", "Minha Jornada Interior" e "Meus Passos em Busca da Paz". Mesmo afastada da carreira artística voltou a atuar na novela "O Dono do Mundo", interpretando a personagem Ester Veronese em 1991 e em "Pátria Minha" como Valquíria Mayrink em 1994, sua última novela.

 

 

 

Em 2009, lançou o seu livro de memórias "Vazios e Plenitudes". Odete Lara recebeu o prêmio Oscarito, por sua contribuição e desenvolvimento do cinema brasileiro, o prêmio APCA como melhor atriz em 1975, e também foi casada com o dramaturgo Oduvaldo Viana filho e depois com Antônio Carlos Fontoura, mas não teve filhos. Odete também gravou um disco ao lado de Vinícius de Moraes, e dividiu o palco em shows com Moraes Moreira, Sérgio Mendes, Chico Buarque e Sidney Miller.

 

 

 

Também teve uma atuação marcante em eventos políticos, como a "Marcha dos 100 mil", ao lado de Chico Buarque, Edu Lobo, Norma Bengell, Gilberto Gil e Fernando Gabeira, entre outros, que protestavam contra a ditadura militar. Em 2011, a CCBB de Brasília passou a exibir a mostra "Odete Lara: Atriz de Cinema", mostrando seus principais filmes. Depois essa exibição também foi mostrada em São Paulo.

 

 

Atualmente Odete com mais de 80 anos, divide seu tempo com a casa em Friburgo e seu apartamento no Rio de Janeiro, gosta de ficar longe das badalações e dos assédios e numa entrevista declarou que não tinha orgulho nenhum de sua carreira de atriz e num outro momento diz: "Sempre tive certo talento para representar, mas, quando chega a hora de ser eu mesma, sou tímida. As pessoas dizem que gostariam de conversar comigo, mas têm medo. Quando chegam, veem que sou acessível. Acho que é uma máscara que tenho, não sei de onde vem isso".

 

 

Filmografia

 

Adolfo Celi, un uomo per due culture - 2006

Glauber o Filme, Labirinto do Brasil - 2003

Barra 68 - sem perder a ternura - 2001

Um filme 100% brasileiro - 1986

O princípio do prazer -1979

Assim era a Atlântida - 1975

A estrela sobe - 1974

A rainha diaba - 1974

Primeiros momentos - 1973

Vai trabalhar vagabundo - 1973

Quando o carnaval chegar - 1972

Lúcia McCartney, uma garota de programa - 1971

As Aventuras do tio Maneco - 1971

Viver de morrer - 1971

O jogo da vida e da morte - 1971

Os herdeiros - 1970

Em família - 1970

Vida e glória de um canalha - 1970

Copacabana me engana - 1969

O dragão da maldade contra o santo guerreiro - 1969

Câncer em família - 1968

As sete faces de um cafajeste - 1967

Mar corrente - 1965

Noite vazia - 1964

Pão de Açúcar - 1964

Sonhando com milhões - 1963

Bonitinha mas ordinária - 1963

Boca de ouro - 1962

Sete Evas - 1962

Mulheres e milhões - 1961

 

Vídeo

Principais Fontes Bibliográficas

 

http://www.imdb.com/name/nm0487947/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Odete_Lara

http://blogs.estadao.com.br/luiz-zanin/odete-lara-a-musa-zen/

http://ww.memorialdafama.com/galeria/OdeteLara.html

http://opicodamontanha.blogspot.com/2008/05/odete-lara.html

http://ondeanda.multiply.com/photos/album/408

http://www.new.divirta-se.uai.com.br/

 

Retornar/Artigos

 

 


 

 



 

tvsinopse.

kinghost.net