Robin Hood - A Lenda do herói


 

 

A  lenda de Robin Hood data de aproximadamente 700 anos e desde então muitas mudanças ocorreram como data ou local de seu nascimento, amigos, suas paixões, etc.. Somente a partir do século XIV suas aventuras começaram a ser narradas ou cantadas.

 

 

Se o herói existiu ou não é um enigma a ser resolvido. Uma das primeiras referencias que se tem notícia é um poema épica chamado Piers Plowman, escrito por William Langland em 1377. Por volta de 1400 surgem outras histórias. 

 

 

Seja como for ou tal como o conhecemos hoje, Robin Hood é, para muitos, um dos maiores heróis da Inglaterra, que gostava de vaguear pela floresta, gostava da liberdade, teria vivido no século XIII e foi imortalizado como o "príncipe dos ladrões" e até hoje a frase "roubar dos ricos e dar aos pobres" é cantada em verso e prosa.

 

 

Robin Hood é visto na maioria da versões como um fora-da-lei. Referências históricas sustentam esta teoria e se prendem na maioria dos casos em registro de comparecimentos em tribunais. Talvez Robin teria existido com o nome de Robin Hood, pode ser lenda ou simples coincidência, mas parece ter havido por volta de 1300 na região de Nottingham pelo menos cinco ou seis homens que foram acusados de crimes e eram conhecidos por "Robinhood"

 

 

Segundo as investigações de Joseph Hunter, em 1852, Robin era na verdade Robert Hood que se tornou fugitivo por ter ajudado o Conde de Lancaster que se rebelara contra o rei Eduardo II.

 

 

Em 1998 surge um livro escrito por Tony Molyneux-Smith que sustenta que a origem da lenda é Sir Robert Foliot, lorde de uma nobre família que escolheu o nome de Robin Hood para esconder sua verdadeira identidade para se proteger da violência da sociedade de sua época., mas muitos do que conhecemos hoje provêm dos livros do americano Howard Pyle (1853-1911) ou pelos filmes feitos por Hollywood e também em outras partes do mundo.

 

 

Robin Hood, seja qual for sua origem, ou veracidade, é um herói que escolhe a vida clandestina na floresta de haver sido injustiçado e acaba se rebelando e formando um exército para opor-se a maldade.

 

 

Torna-se livre e generoso para o pobres e temido pelos ricos e poderosos. Segundo as história de Pyle, Robin ele usa sempre uma roupa verde, usa o arco e flecha como poucos, vive livre e feliz e está sempre rodeado de amigos que o ajudam quando ocorre alguma ameaça.

 

 

A lenda se espalhou primeiro em baladas medievais, seus poemas chegaram ao teatro e mais tarde foi escrito, ilustrada, encenada e filmada por diversas vezes, tornando-se talvez, um dos personagens mais conhecidos e retratados de todos os tempos.

 

 

Atualmente Nottingham é uma grande cidade, mas também serve e cenário para uma grande e maioria baladas e lendas. Além de estátuas, existem ruas batizadas com o seu nome e também um festival que acontece todos os anos para homenageá-lo. 

 

 

No que resta da Floresta de Sherwood ainda é possível encontrar a árvore que, provavelmente, o bando de Robin reunisse em conselho neste local. Muitos historiadores afirmam, que caso Robin tivesse vivido em Yorkshire, como conta a lenda, a floresta não seria a de Sherwood, mas sim a Barnsdale. 

 

 

Em Sherwood existe um convento, hoje praticamente em ruínas, onde existe uma campa escrito: "Aqui jaz Robard Hude" que muitos acreditam ser a de Robin Hood.

 

Vídeo

 

Fonte

Artigo extraído no site da Wikipedia

http://en.wikipedia.org/wiki/Robin_Hood

Fotos - Internet

 

Retornar/Artigos