tvsinopse.

kinghost.net

 







 


Stanley Kubrick - Diretor - Produtor - Roteirista - Parte 1


 

 

Stanley Kubrick nasceu no dia 26 de julho de 1928, em Manhattan, Nova Iorque, e foi o primeiro filho do casal Leonard e Gertrude Kubrick, que eram de origem judia de familiares da Áustria, Romênia e Polônia. Desde criança Stanley desenvolveu uma paixão pelo jogo de xadrez, que se tornou uma obsessão ao longo de sua vida e também a fotografia, ao ganhar uma câmera aos treze anos de idade.

 

 

Kubrick nunca foi um aluno exemplar, o que deixava seus pais bastante preocupados. Quando chegou a adolescência interessou pelo jazz e tentou uma carreira como baterista, mas não deu certo. Por volta de 1946, conseguiu emprego como aprendiz e um fotógrafo pessoal em tempo integral.

 

 

Pouco tempo depois passou a trabalhar para a revista Look e nessa época casou com Toba Metz em 29 de maio de 1948 e foram morar no famoso bairro boêmio de Greenwich Village e eles acabaram se divorciando três anos depois em 1951. Durante o tempo que lá moraram passou a freqüentar assiduamente sessões de cinema no Museu de Arte Moderna e os cinemas de Nova Iorque.

 

 

Em 1951, o seu amigo Alex Singer conseguiu persuadir Kubrick a fazer uma curta, um documentário denominado “The March of Time” para ser passada no cinejornais dos cinemas, mas acabou fazendo um outro documentário chamado “Day fo the Fight”, filmada em preto e branco, baseado nas características das fotos que ele tirava para a revista Look, por volta de 1949.

 

 

O documentário falava sobre o pugilista irlandês-americano Walter Cartier, que durante o auge de sua carreira lutou com Bobby James, em 17 de abril de 1950. O filme narrava brevemente sobre a história do boxe e depois seguia narrando o dia do pugilista em seu preparo para a luta daquela noite, e no final mostrava Cartier vitorioso.

 

 

O curta foi narrado por Douglas Edwards, com roteiros de Robert Rein e do próprio Kubrik, com música de Gerald Fried e apresentado a partir de 26 de abril de 1961, distribuído pela RKO Radio Pictures. A película contou com Walter Cartier, Vicente Cartier, Nat Fleischer, Bobby James, Stanley Kubrick, Alexander Singer e Judy Singer, quase todos eles não creditados.

 

 

Empolgado com o sucesso deste filme, Kubrick deixou a revista Look em 1951, para trabalhar em outro documentário denominado “Flying Padre” Este filme tinha cerca de nove minutos de duração, dirigido por Kubrick, produzido por Burton Benjamin, baseado num roteiro do próprio Kubrick. O filme foi narrado por Bob Hite, que na época trabalhava na CBS.

 

 

A história narrava sobre um padre católico da zona rural do Novo México, conhecido como Padre Fred Stadtmuller. A película mostrava basicamente o padre dando orientação espiritual, pregando sermões em funerais e até servindo numa ambulância aérea, levando a mãe e o seu filho para o hospital. Mais tarde numa entrevista em 1969, Kubrick se referia a esse filme como “bobagem”.

 

 

Em 1952, acreditava-se que Kubrick tivesse dirigido o documentário “World Assembly of Youth”, mas ao que tudo indica isso não corresponde à realidade. O que se sabe corretamente é Kubrick dirigiu o terceiro documentário em 1953, denominados “The Seafarers”, para a Seafarers Internation Union.

 

 

Este documentário ao contrário dos outros dois anteriores foi filmada a cores e supervisionada pela equipe de The Seafarers Log, uma revista do sindicato. O filme mostrava navios, maquinaria, uma cantina e uma reunião sindical, com roteiro de Will Chasen, narrado por Don Hollenbeck, e lançado em outubro de 1953, com duração de 30 minutos.

 

 

Nesse mesmo ano dirige o seu primeiro longa metragem chamado "Fear and Desire", produzido por ele próprio, com roteiro de Howard Sackler, estrelado por Frank Silvera, Harpa Kenneth e Paul Mazursky, entre outros, que foi lançado no dia 31 de março de 1953, com duração de aproximadamente 72 minutos.

 

 

A história se passa durante uma guerra entre dois países não identificados. Um avião que transportava quatro soldados de um país cai a seis milhas atrás das linhas inimigas e para escaparem eles constroem uma jangada na esperança de chegar ao seu batalhão.

 

 

Quando os soldados estão construindo a balsa eles são abordados por uma jovem camponesa que não fala sua língua. Eles prendem a menina numa árvore e deixam para trás um soldado mentalmente perturbado para cuidar dela, mas quanto tenta escapar ele atira e a mata e depois abandona a tropa. Um outro soldado insatisfeito convence os amigos a participar de um esquema para matar um general inimigo num ataque surpresa, que tem uma base pelas proximidades.

 

 

Após esse filme, sua união com Toba Metz acabou e pouco tempo depois conheceu sua segunda esposa, a bailarina austríaca de nascimento e desenhista teatral Ruth Sobotka, em 1952, e viveram em East Village, em Nova Iorque, até seu casamento em 15 de janeiro de 1955, depois mudaram para Hollywood.

 

Partes:  01   |   02   |   03   |   04   |   05   |   06   |   07   |   08   |   Artigos

 

 


 



 

tvsinopse.

kinghost.net