tvsinopse.

kinghost.net

 







 


Salvador Dalí - Pintor Surrealista- Parte 1


 

 

Salvador Dalí foi um pintor espanhol famoso pelas obras clássicas da escola surrealista. Nasceu como Salvador Domingo Felipe Jacinto Dalí i Domènech, em Figueres, Catalunha, Espanha, no dia 11 de maio de 1904, filho do advogado muito conhecido na cidade, principalmente pelo seu caráter irascível e dominador.

 

 

Sua mãe chamava-se Felipa Domenech Ferrès e foi a pessoa que mais incentivou o filho para desenvolver seus dotes artísticos. Dalí também tinha uma irmã mais nova chamada Ana Maria e um irmão que morreu nove meses antes dele nascer. Dalí iniciou sua educação artística na Escola de Desenho Federal.

 

 

Por volta de 1916, descobriu a pintura contemporânea durante uma visita familiar à cidade de Cadaqués, onde ficou conhecendo a família de Ramon Pichot, um artista local que viajava frenquentemente a Paris. Seguindo os conselhos de Pichot, seus pais o enviaram para estudar com Juan Núñez e um ano depois seu pai organizou uma exposição com seus desenhos.

 

 

Um pouco mais tarde em 1919, Dalí participou de uma exposição coletiva com os artistas locais no teatro municipal de Figueras e outra em Barcelona. Neste mesmo ano quando cursava o sexto ano de bacharelado no Instituto Ramon Muntaner, Dalí e mais alguns amigos passaram a editar a revista mensal com poemas e uma série de artigos sobre os pintores famosos como Goya, Velázquez e Leonardo da Vinci.

 

 

Dois anos mais tarde em 1921, sua mãe morreu de um câncer na mama e um ano depois Dalí começou a estudar na Academia de San Fernando de Belas Artes e passou a morar na famosa Residência de Estudantes de Madrid e já nesta época chamava a atenção dos colegas por sua personalidade excêntrica.

 

 

Na época suas pinturas já tendiam para o cubismo o que chamava a atenção de seus amigos e também por esse tempo conheceu artistas como Garcia Lorca, Pepín Bello e o diretor de cinema Buñuel com quem passou a ter uma relação bem próxima.

 

 

Em 1924, Dalí ainda um artista desconhecido conseguiu ilustrar um livro pela primeira vez para a publicação de poemas de um de seus amigos da Residência de Estudantes de Madrid, o poeta Cales Fages de Climent. Pouco tempo depois já tinha familiaridade com o movimento Dadaísta.

 

 

Em 1926, um pouco antes dos exames finais da Academia, Dalí foi expulso por declarar que lá ninguém tinha suficiente competência para examiná-lo. Nesse mesmo ano, foi pela primeira vez para Paris onde conheceu Pablo Picasso, a quem ele muito admirava, e que também já havia ouvido falar sobre ele através de Joan Miro.

 

 

Já por essa época Dalí despontava pela sua tendência vanguardista influenciado por Picasso e Miro e também ia desenvolvendo o seu próprio estilo. Suas obras cada vez mais começavam a despertar atenção, criando uma mistura de elogios e debates por parte dos críticos. Foi mais ou menos por essa época que Dalí deixou crescer o bigode, influenciado por Diego Velázques, o que acabou se tornando sua marca icônica para o resto de sua vida.

 

 

Em 1929, Dalí colaborou com o cineasta surrealista Luis Buñuel ajudando-o a escrever o roteiro do filme “Na Andalusian Dog”. Em agosto deste mesmo ano conheceu Gala Diakonova, uma imigrante de origem russa, que na época era casada com o poeta surrealista Paul Eluard. Também por esse tempo, Dalí se juntou ao grupo surrealista em Paris e não tardou muito para passar a viver com Gala. Eles acabaram se casando em 1934.

 

 

Quase no final da década dos anos 30, Dalí já estava sendo comentado até na América e com o início da Segunda Guerra Mundial, e os alemães ocupando a França, o pintor fugiu para os Estados Unidos, e lá tornou uma celebridade mostrando tanto o seu lado de artista talentoso, mas também o seu lado exibicionista, e chegou a aparecer até em anúncios de comerciais para a televisão. Sua vida nos Estados Unidos durou aproximadamente oito anos.

 

 

Em 1949, retornou para a Catalunha e retomou sua vida artística e nunca mais saiu da Espanha. Nos anos 60 começou a trabalhar na criação do Teatro-Museu Salvador Dalí, na cidade de Figueres, e se dedicou a este projeto intensivamente até por volta de 1974. Por essa época também começaram a surgir rumores de que a vida Dalí com sua esposa nos últimos anos de sua vida estavam se tornando bastante tormentosos. Muitos chegavam a dizer que Dalí a forçava a tomar antidepressivos e calmantes fazendo com que Gala ficasse cada pior.

 

 

Gala morreu em 10 de junho de 1982, e a partir de então entrou em profunda depressão, perdendo os interesses de outrora. Depois foi morar num castelo em Pubol e pouco tempo depois foi acusado de ter ateado fogo em seu quarto e chegou até a ser preso, mas acabou sendo salvo por seus amigos que o levaram para Figueres.

 

 

Em novembro de 1988, Dalí foi levado para o hospital por problemas cardíacos e em 5 de dezembro recebeu a visita do rei Juan Carlos da Espanha, que era um grande admirador seu. Pouco tempo depois morreu no dia 23 de janeiro de 1989 e foi sepultado numa cripta em seu próprio Teatro-Museu Dalí, em Figueres.

 

 

Em vida, Salvador Dalí produziu mais 1500 quadros, fez ilustrações, escreveu livros, fez litogravuras, desenhou cenários, criou jóias, esculturas, trajes para teatro e se envolveu em diversos outros projetos. Também teve uma participação política bastante contraditória, ora parecendo pertencer a um lado e logo depois do outro.

 

 

Foi acusado de apoiar a ditadura de Franco e por pouco quase não foi dissociado do surrealismo pelo líder do movimento André Breton devido às suas atitudes políticas contraditórias. Tinha grande admiração por Freud e Einstein, mas também foi acusado por semitismo.

 

 

Foi anarquista e comunista e também mais tarde já se declarava como anarquista, monarquista. Chegou até a acusar o seu colega Luis Buñuel de ser ateu, prejudicando imensamente a carreira do cineasta.

 

 

Salvador foi antes de tudo um explorador nas coisas que dizia ou fazia, um excêntrico nato, um mercador, um visionário e louco. Foi amado por muitos, criticado por outros, mas perpetuou seu traço de gênio incontestável estampada nos trabalhos que deixou e isso é uma das poucas coisas que ninguém ousa discordar dele. Isso é Dalí.

 

Partes:  01   |   02   |   Index

 

 


 



 

tvsinopse.

kinghost.net