tvsinopse.

kinghost.net

 







 


Xisto Guzzi - Ator - Locutor - Humorista


 

 

O ator brasileiro Xisto Guzzi nasceu na cidade de Franca, interior paulista, no dia 23 de junho de 1909, filho dos imigrantes italianos Ângelo e Virginia Guzzi, e ainda quando era bastante jovem recebeu um convite de um amigo de infância, Vicente Leporace, que também era de Franca e se tornara um radialista muito popular, para participar de um concurso para uma locução na rádio. Xisto conseguiu ser aprovado e assim iniciou sua carreira artística.

 

Foto - Vicente Leporace

 

Foto - Xisto Guzzi (em pé da esquerda para a direita)

 Vera Lúcia, Correa Junior, Gentil Castro, João Monteiro

Paulo Leblon, Ibraim Mauá - Ernani Franco

 

Juntamente com Leporace foi para Santos, uma cidade do litoral paulista, que na época era muito conhecida pelos seus badalados cafés e cassinos, e lá Xisto começou uma longa carreira de locutor, e também participou de programas humorísticos na Rádio Atlântica de Santos. Depois veio tentar a sorte na capital paulista e começou a participar da “Caravana da Alegria”, comandada por Paulo Leblon e Caldeira Filho.

 

 

Pouco tempo depois já estava com um contrato assinado com a poderosa empresa da época, a Emissoras Associadas, onde permaneceu por aproximadamente 40 anos. As Emissoras Associados era o maior conglomerado de mídia da América Latina, entre os anos 30 aos 60, que contava com mais de cem jornais, emissoras de rádio e televisão, além de revistas e agência telegráfica, que nessa época foi comandada, se não me engano, por Assis Chateaubriand.

 

 

Lá fez praticamente de tudo, foi locutor, radialista e humorista e também produtor do programa “Marmelandia”, que era escrito por Max Nunes, que foi um dos homens pioneiros a escrever programas de humor na rádio e na televisão brasileira, além de participações em outros programas como na “Escolinha do Ciccilo” onde ele interpretava um americano muito engraçado chamado Mr. Polish.

 

 

Quando Assis Chateaubriand trouxe a televisão para o Brasil nos anos 50, Xisto Guzzi passou a também atuar nessa nova mídia, além continuar sua atuação na rádio. Começou atuando no famoso teleteatro da TV Tupi a partir de 1954, ao lado de diversos artistas famosos. Pouco tempo depois, em 1956, fez a sua primeira participação no cinema no filme brasileiro “O Sobrado”, dirigido por Walter George Durst e Cassiano Gabus Mendes, baseado na trilogia “O Tempo e o Vento” de Érico Veríssimo.

 

 

Em 1958 participou do programa humorístico “TV Comédia” e também do “TV Teatro”, e um ano mais tarde na “TV de Vanguarda”. Nos anos 60 começou a participar das telenovelas produzidas pela extinta TV Tupi como a “O Segredo de Laura” (1964), “A Outra” (1965), “Somos Todos Irmãos” (1965), “Antônio Maria” (1968) e "Nino, o Italianinho" de 1969, entre outros. Nesta década de 60, também participou dos filmes “O Rei Pelé” (1962) e “O Pequeno Mundo de Marcos” de 1968, e outros.

 

 

Em 1971, Xisto participou de sua novela, “A Fábrica” e também do seu último filme “Diabólicos Herdeiros”, e três anos mais tarde em 1974, resolveu se aposentar aos 65 anos de idade, ocasião em que também perdeu sua mulher chamada Lila, que ele havia conhecido e casado nos tempos que trabalhava na cidade de Santos, e com quem tivera três filhos. Nos últimos anos de sua vida foi morar no Rio de Janeiro, onde permaneceu até sua morte em 1994, aos 94 anos de idade. 

 

 

Filmografia

 

O Sobrado – 1956

O Rei Pelé – 1962

O Homem das Encrencas – 1965

Quatro Brasileiros em Paris – 1965

O Pequeno Mundo de Marcos – 1968

Diabólicos Herdeiros – 1971

 

 

Participação na Televisão

 

Sangue na Terra – 1954

As aventuras de Red Ringo – 1954

Conde de Monte Cristo – 1956

Uma História de Ballet – 1956

Douglas Red – 1956

Seu Genaro – 1957

Sublime Obsessão – 1958

Marcelino, Pão e Vinho – 1958

TV Comédia – 1958

Os Miseráveis – 1958

TV de Vanguarda – 1959

A Noite Eterna – 1962

A Estranha Clementine – 1962

A Gata – 1964

O Segredo de Laura – 1964

O Direito de Nascer - 1964

Teresa – 1965

Olhos que te Amei – 1965

A Outra – 1965

O Pecado de Cada Um – 1965

Somos Todos Irmãos – 1966

Yoshico, um Poema de Amor – 1967

Antônio Maria – 1968

Nino, o Italianinho – 1969

A Fábrica – 1971

 

 Principais Fontes Bibliográficas

 

http://www.imdb.com/name/nm03501482/

http://www.museudatv.com.br/biografias/Xisto_Guzzi.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Xisto_Guzzi

 

 Retornar/Artigos

 

 


 



 

tvsinopse.

kinghost.net