5

 



 

tvsinopse.

kinghost.net

 







 

 


Yolanda Cardoso - Atriz - Comediante


 

 

Yolanda Cardoso nasceu como Yolanda Brunetti Cardoso, no dia 30 de setembro de 1928, no Rio de Janeiro e durante sua carreira atuou como atriz, comediante, produtora e diretora teatral, e iniciou sua carreira ao frequentar o curso de formação teatral da Fundação Brasileira de Teatro, e sua estreia profissional ocorreu somente em 1955, no espetáculo teatral "Diálogo das Camelitas" fazendo um pequeno papel.

 

 

Já no ano seguinte recebeu um personagem de destaque na peça "Os Elegantes", escrita por Aurimar Rocha e sob a direção de Henriette Morineau, que também era sua professora na Fundação e em 1958, veio para a capital paulista onde iniciou seu trabalho no Teatro Moderno de Comédia e passou a atuar em peças como "Society em Baby Doll", de Henrique Pongetti, depois em "A Valsa dos Toreadores" de Jean Anouilh" e"Juventude sem Dono" de Michael Vincent Gazzo.

 

 

Ao encerrar a peça retornou ao Rio de Janeiro e participou da peça "Os Sete Gatinhos", de autoria de Nelson Rodrigues, sob a direção de Willy Keller no Teatro Carlos Gomes. Nos anos seguintes participou das peças "O Mambembe", "Com a Pulga atrás da Orelha" e em 1961, fez uma turnê pelo Brasil com o repertório do Teatro Nacional de Comédia. Ao terminar a turnê começou uma temporada no Teatro Cacilda Becker no Rio de Janeiro, onde realizou várias peças.

 

 

Em 1963, Yolanda participou de seu primeiro filme "Crime no Sacopã", sob a direção de Roberto Pires, com roteiro de Ubiratan Lemos, ao lado de Alberto Jorge Franco Bandeira, Agildo Ribeiro, Jorge Dória, Mário Benvenutti e Irís Bruzzi, entre outros, e no ano seguinte atuou na peça "Mirandolina" de Carlos Goldoni que foi montada no Teatro dos Sete, sob a direção de Gianni Ratto.

 

 

Em 1965, atuou na peça "As Inocentes do Leblon", de barillet e Grédy e "As Viúvas do Machado" e logo depois voltou a atuar no cinema no filme "Paraíba, Vida e Morte de um Bandido" sob a direção e roteiro de Victor Lima, que narrava a vida de um bandido conhecido por Paraíba que se depara com a morte após uma perseguição policial e resolve se esconder numa igreja e confessar ao padre as suas aventuras do mundo do crime. Ainda neste mesmo ano participou de outro filme chamado de “Engraçada Depois dos Trinta”.

 

Yolanda Cardoso em Adorável Trapalhão

 

No ano seguinte participou do filme "Adorável Trapalhão", sob a direção de J.B. Tanko, com o elenco composto por Renato Aragão, Amilton Fernandes, Neide Aparecida, Dedé Santana, Mussum e Zacarias, entre outros. Também neste mesmo foi contratada pela Rede Globo de televisão e fez a sua primeira novela "Anastácia, a Mulher sem Destino", sob a direção de Henrique Martins e roteiro de Emiliano Queiróz, apresentada entre junho a dezembro de 1967.

 

 

Em 1968, participou do filme "Copacabana me Engana" sob a direção de Antônio Carlos de Fontoura, uma mistura de drama e comédia de deboche que anuncia um novo caminho para o cinema brasileiro, tendo no elenco Odete Lara, Carlo Mossy, Paulo Gracindo, Licia Magna, Joel Barcelos e Claudio Marzo, entre outros.

 

Yolanda Cardoso em O Cão Siamês - 1969

 

 

Também participou da adaptação da peça "Salomé" de Oscar Wilde, apresentada no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e neste mesmo ano mudou-se para São Paulo para participar da peça "Abre a Janela e Deixa Entrar o Ar Puro e o Sol da Manhã" de Antônio Bivar no Teatro Maria Della Costa e por esse tempo ainda substituiu a atriz Etty Fraser em "O Rei da Vela" de Oswaldo de Andrade, sob a direção de José Celso Martinez Corrêa no Teatro Oficina.

 

 

Em São Paulo assinou contrato com a Rede Record e integrou o elenco da telenovela "Ana" de Sylvan Paezzo, sob a direção de Fernando Torres, onde Yolanda interpretava a personagem Maria, ao lado de Maria Estela, Rolando Boldrin, Aracy Cardoso, Walter Avancini e Miriam Mehler, entre outros. O espetáculo foi apresentada entre 7 de outubro de 1968 a 28 de fevereiro de 1969.

 

 

Ainda neste ano participou do filme "Como Vai, Vai Bem?" e também de outra telenovela "Algemas de Ouro" ainda pela TV Record, que foi exibida entre 3 março de 1969 a 21 de março de 1970, novela de Benedito Ruy Barbosa e Dulce Santucci. Ao término desta novela começa a participar da seguinte "As Pupila do Senhor Reitor", de Lauro César Muniz entre março de 1970 a 1971.

 

 

Por esse tempo fez parte da peça teatral "Alzira Power" sob a direção de Antônio Abujamra e se consagrou como uma das grandes atrizes brasileiras. Em 1972, trabalhou na peça cômica "Liberdade para as Borboletas" de Leonard Gershe sob a direção de Victor Berbara e em "Pequenos Assassinatos" de Jules Feiffer, com direção de Osmar Rodrigues Cruz. Nesse mesmo ano assinou contrato com a extinta Rede Tupi de televisão e integrou o elenco da novela "Na Idade do Lobo", exibida entre março a setembro de 1972 e em seguida "Bel-Ami" entre 26 de junho a 6 de novembro de 1972, ainda na Tupi, onde permaneceria ate 1978.

 

Lilian Lemmertz e Yolanda Cardoso

em Tchan, a Grande Sacada

 

Durante esse tempo na Rede Tupi fez as novelas "A Volta de Beto Rockfeller" (1973), "As Divinas e Maravilhosas" (1973), "A Barba Azul" (1974), "O Sheik de Ipanema" (1975), "A Viagem" (1975), "Papai Coração" (1976), "Tchan, a grande Sacada" (1976), "O Profeta" (1977) e "O Direito de Nascer" sua última novela pela Rede Tupi em 1978.

 

Yolanda Cardoso em

Evita-me... que Assim não Dá

 

Por esse tempo também fez diversas peças no teatro, retornou ao cinema e participou dos filmes "Elas são do Baralho" (1977), "A Noite dos Duros" (1978) e "Mulheres do Cais" encerrando anos 70. Na década seguinte retornou ao Rio de Janeiro e participou da peça teatral "A Filha..." uma comédia de Chico Anísio, "Dourado" de Aguinaldo Silva, "Evita-me... que Assim Não Dá" de Angela Leal e Wilson Cunha e "Filumena Marturano" de Eduardo de Filippo.

 

 

Ainda durante esta década de 80 participou dos filmes "Os Rapazes da Difícil Vida Fácil" (1980), "Pedro Mico" (1985), "Com Licença, eu vou à Luta" (1986) e em 1987, participou de seu último filme "Um Trem para as Estrelas", sob a direção de Carlos Diegues, que narra a vida do jovem saxofonista Vinicius que passa por diversas experiências nas ruas do Rio de Janeiro, enquanto procura sua namorada desaparecida após uma noite de amor.

 

 

No início dos anos 80, assinou contrato com a Rede Globo e iniciou fazendo a novela "Coração Alado" exibido entre 11 de agosto de 1980 a 14 de março de 1981, novela de Janete Clair sob a direção de Roberto Talma e Paulo Ubiratan e depois vieram outras. No final da década fez a sua última novela de sua carreira com a telenovela "Que Rei Sou Eu?", de Cassiano Gabus Mendes, apresentada entre 13 de fevereiro a 16 de setembro de 1989.

 

José Wilker e Yolanda Cardoso

em Filumena Marturano

 

Ainda permaneceu na Rede Globo onde participou de outras produções, como no programa "Você Decide" entre 1992 a 1994, onde participou em três episódios, também participou da minissérie "Decadência" em 1995 e num episódio do programa humorístico "Sai de Baixo" no ano de 1998, que foi a sua participação na televisão. Ainda em 1996, fez parte da peça teatral "As Tias" de Mauro Rasi e em "As Três Irmãs" de Anton Tchekhov, quando Yolanda Cardoso aposentou-se de sua carreira artística.

 

 

A partir de 2001, passou a morar no Retiro dos Artistas, com a saúde bastante debilitada, e em 2003, durante a exibição da novela "Mulheres Apaixonadas" os personagens de Leopoldo, interpretado por Oswaldo Louzada e Flora protagonizada por Carmem Silva decidiram visitar seus velhos amigos que agora moravam no Retiro dos Artistas, onde apareceu a atriz Yolanda Cardoso por um breve momento, já bastante debilitada e quase cega como uma das moradoras do Retiro.

 

 

Esta provavelmente foi à última aparição dela na televisão e em 10 de julho de 2007, acabou falecendo, depois de ficar internado por uma semana no Hospital Álvaro Ramos, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, por falência múltipla dos órgãos e foi enterrada no Cemitério Jardim da Saudade em Sulacap, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

 

Novelas

 

 

Anastácia, a Mulher sem Destino - 1967

Ana - 1968

Algemas de Ouro - 1969

As Pupilas do Senhor Reitor - 1970

Na Idade do Lobo - 1972

Bel-Ami - 1972

A Volta de Beto Rockfeller - 1973

As Divinas e Maravilhosas - 1973

A Barba Azul - 1974

O Sheik de Ipanema - 1975

A Viagem - 1975

Papai Coração - 1976

Tchan, a Grande Sacada - 1976

O Profeta - 1977

O Direito de Nascer - 1978

Coração Alado - 1980

O Amor é Nosso - 1981

Sétimo Sentido - 1982

Bandidos da Falange - 1983

Louco Amor - 1983

Transas e Careta - 1984

Direito de Amar - 1987

Que Rei Sou Eu? - 1989

 

Vídeo

Principais Fontes Bibliográficas

 

http://inmemorian.multiply.com/photos/album/327

http://www.imdb.com/name/nm0136701/

http://www.spescoladeteatro.org.br/enciclopeia/index.php/Yolanda_Cardoso

http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_teatro/index.cfm?fuseaction=personalidades_biografia&cd_verbete=9009

 

Retornar/Artigos

 

 


 

 



 

tvsinopse.

kinghost.net