Os Primórdios do Cinema Mudo

 

Laughling Gas - 1907


Alguns Filmes em Destaque

Laughing Gas” foi o título curioso e utilizado para vários curtas-metragens que foram realizados ao longo do tempo do cinema mudo, todos eles girando em torno de situações envolvendo problemas com os dentes. Esse filme em particular foi lançado em 1907, sob a direção de Edwin S Porter, e contou no elenco com Edward Boulden e Bertha Regustus, entre outros, e mostrava uma mulher negra que vai ao dentista para acabar com uma dor de dente, e para extrair o dente é aplicado o gás hilariante que faz a pessoa ficar alegre e dar bastante risada.

Depois de sair do dentista, e de volta para casa de metro, ela não consegue parar de rir e todo os outros passageiros também passam a dar risada dela. Em 1914, esse mesmo título voltou a ser utilizada num filme sob direção de Charlie Chaplin, produzido por Mack Sennett e estrelado por Charlie Chaplin, com lançamento em 9 de julho de 1914. Ainda teve uma versão de 1915, estrelado por Jimmy Aubrey e Walter Kendig e outra estrelada por Charles Dorety e Bud Jamison, em 1920.

First Prize of the Celloé um curta-metragem francês de 3 minutos de duração, e poucas informações de seus idealizadores são conhecidas. O filme era do gênero comédia, e mostrava um homem que caminhava junto com um violoncelo debaixo do braço. Logo em seguida ele senta num banquinho e começa a tocar o instrumento, mas tremendamente mal, enquanto as pessoas começam a jogar coisas nele para fazê-lo parar. O filme fez sua estréia em 1907, na França e distribuído pela Pathé Frères.

L´Enfant Prodigueum filme francês sob direção e roteiro de Michel Carré, sendo o primeiro longa-metragem produzido na Europa, contendo cerca de 90 minutos de duração e foi apresentada pela primeira vez no Thèâtre des Variétés no Boulevard Montmartre, em Paris no dia 20 de junho de 1907, contando no elenco com George Wague, Henri Gouget, Christiane Mandelys e Gilberte Sergy, entre outros. Em 1916, o diretor Michael Carré fez uma outra versão desse mesmo filme.


Um cineasta chamado Michel Carré

Michel Carré nasceu como Michel Antoine Carré em 7 de fevereiro de 1865, em Paris, França, e entre outras coisas é sobrinho do escrito Albert Carré e filho do libretista Michel Carré, em muito pouco se pode apurar sobre a sua vida. Seus primeiros registros sobre sua carreira começam em 1907, como roteirista em 29 títulos de filmes, como ator em dois, como diretor em 50 filmes até 1922.

Depois disso, o que ele fez ou deixou de fazer, não foi possível saber, mas em 1935, seu nome volta a aparecer como autor da letra da trilha sonora do filme “Into Your Dance” intitulada “Shadow Song légères Ombres”. Michael Carré morreu no dia 11 de agosto de 1945, em Paris, França, aos 80 anos de idade.


Alguns Filmes em Destaque

Lovejagtené um curta-metragem dinamarquês, também conhecido por “The Lion Hunt”, sob direção de Viggo Larsen, produzido por Ole Olsen, tendo no elenco o próprio diretor Viggo Larsen e também contou com Knud Lumbye e William Thomsen, entre outros, e fez sua estréia em 1907, com duração de 10 minutos. O filme causou um fuzuê daqueles em toda a Dinamarca porque o filme mostrava os caçadores dando tiros pra valer em dois leões de cativeiro.

Numa das cenas dois velhos leões de cativeiro eram soltos, para representar dois animais ferozes da selva, e num dado instante os protagonistas do filmes matam pra valer os dois pobres leãozinhos com alguns tiros. Apesar do fuzuê danado na Dinamarca, no exterior ninguém deu a mínima pro coitados dos leãozinhos e dizem que muitos até gostaram e ainda por cima virou um dos grandes sucessos da produtora Nordisk Film.


Um cineasta chamado Viggo Larsen

Viggo Larsen nasceu com Copenhagem, Dinamarca no dia 14 de agosto de 1880, e iniciou sua vida artística quando começou a prestar o serviço militar, quando conheceu Ole Olsen que na época estava filmando no local. Mais tarde, quando a produtora Nordisk Film Company foi fundada em 1906, Larsen começou a trabalhar como ator, depois passou a escrever alguns roteiros e finalmente alcançou a posição de diretor, e esteve envolvido entre 1906 a 1909, em cerca de 29 filmes na Dinamarca.

Em 1910, Larsen deixou a Dinamarca para prosseguir sua carreira no cinema na Alemanha, e lá conheceu a atriz Wanda Treumann em Berlim, e fez diversos filmes com ela, e também juntos fundaram em 1912, a produtora Produktionsfirma Treumann Larsen Film GmbH. Permaneceu na Alemanha até o fim da Segunda Guerra Mundial e em 1945, voltou para a Dinamarca. Viggo Larsen apareceu em cerca de 75 filmes entre 1906 a 1942 e também dirigiu 60 filmes entre 1906 a 1921, e morreu em 6 de janeiro de 1957, na Dinamarca.


Um cineasta chamado Ole Olsen

Ole Olsen nasceu em Copenhagem, Dinamarca no dia 5 de maio de 1863, e desde muito jovem passou a se interessar pelas artes em geral e em 23 de abril de 1905, abriu a companhia Biograf-Theater, considerada como o segundo cinema em operação contínua em Copenhague. Olsen era bastante interessa na qualidade dos filmes e para satisfazer os seus anseios resolveu formar a sua própria produtora, mas antes disso produziu o seu primeiro filme sobre o funeral do rei da Dinamarca Christian IX, que aconteceu em 29 de janeiro de 1906.

Para construir seu estúdio de cinema comprou um pedaço de terra no bairro de Valby e neste local em 6 de novembro de 1906, fundou a Nordisk Film, que continua ainda neste local em Valby, e considerada como mais antiga produtora de filmes existentes no mundo.

Durante a era do cinema mudo ela foi uma das produtoras mais bem sucedidas da Europa e os seus filmes foram comercializados para diversos países com sucesso. Quando Olsen resolveu se aposentar em 1924, a empresa começou a desacelerar e entrar em declínio, devido a forte concorrência de Hollywood e também com chegada do cinema sonoro. Ole Olsen, morreu em Copenhagem, Dinamarca, em 5 de outubro de 1943.

 

PróximoAnteriorÍndice

Retornar tvsinopse