tvsinopse.

kinghost.net

 







 


Fireball XL5


 

 

Fireball XL5 foi uma série de TV inglesa, do gênero science fiction, criada por Gerry e Sylvia Anderson, pelas companhias produtoras AP Films, ATV e ITC e apresentada originalmente pela ITV, na Inglaterra, entre 28 de outubro de 1962 à 27 de outubro de 1963, num total de 39 episódios de 25 minutos cada. 

 

 

 

 

 

 

O espetáculo caracterizava-se pela utilização de marionetes utilizando uma técnica criada e aperfeiçoada por Gerry Anderson e sua equipe denominada de Supermarionation. Os efeitos especiais ficaram ao cargo de Derek Meddings, com músicas de Barry Gray, que fez a composição, arranjo e conduziu grande parte das música. A música título teve o arranjo de Charles Blackwell.

 

 

 

 

 

Nesta mesma época surgiu uma outra série chamada de Planet Patrol, conhecido na Inglaterra como Space Patrol, que devido às suas semelhanças e colocações fizeram com que muitas pessoas acreditassem tratar de uma mesma série. Muitos pensavam que tudo era Fireball XL5. Fireball XL5 se tornou um sucesso dos Andersons, sendo um dos primeiros espetáculos de marionetes a ser vendida para os Estados Unidos, para a rede de televisão NBC, constituindo uma coisa rara na ocasião.

 

 

 

 

 

 

A história era centrada nos anos de 2062/63 e na espaçonave Fireball XL5, comandada pelo Coronel Steve Zodiac, da Patrulha Espacial Mundial. Também a bordo, como parte da tribulação estavam o Doutor Matthew Matic, também o incrível robô transparente chamado Zodíaco, que era co-piloto da espaçonave e a Doutora Vênus.

 

 

 

 

Fireball XL5 era sediada numa Cidade Espacial, situada numa ilha não mencionada, no Sul do Oceano Pacífico, onde ficava a Patrulha Espacial Mundial chefiado pelo Comandante Zero, que era auxiliado pelo tenente Noventa (de quem mais tarde inspirou Anderson a criar o personagem Joe 90). A Cidade Espacial era um estabelecimento científico constituído de aranha-céu, torre de controle, laboratórios, centro de comunicações e também o local de lançamento do foguete.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por uma razão não especificada a torre de controle da sede era giratória. Fireball XL5 era lançada de uma rampa comprida tendo uma inclinação de 40 graus na sua parte final. A nave era composta de duas seções. A parte inicial, conhecida como Fireball Junior era o local onde ficava a cabine do piloto, que podia ser destacado do corpo principal, para pousar nos planetas. 

 

 

O resto da nave era reservado ao combustível, foguetes para viagens interplanetárias e outros compartimentos. A tripulação nunca usava roupas de astronauta e ao invés disso levavam umas "pílulas" de oxigênio para poderem sobreviver no vazio, enquanto se ajustavam para a gravidade zero, com a ajuda de seus cintos de foguete.

 

 

 

 

 

O Fireball XL5 continha também vários quartos para a tripulação, com uma moderníssima sala de estar, janela de observação, laboratório para pesquisa e um "astrocope" que permitiam a tripulação ver sob qualquer condição. Como parte do equipamento, eles tinham "Jetmobiles", uma espécie de motocicleta espacial, que permitiam a eles viajar por qualquer tipo de terreno, na terra, no mar ou no espaço.

 

 

 

 

Os bonecos da Fireball XL5 foram confeccionados com celas de solenóide, que permitia controlar seus movimentos labiais automaticamente, que reagiam aos lances vocais humanos, que eram pré-registradas e interpretadas na sala de controle do estúdio pelos seus dubladores.

 

 

 

 

Outra coisa extraordinária era o Robert, o Robô, que possuía uma mecanização transparente, podia controlar a nave automaticamente através de sonda sonoras, porém toda essa excentricidade era muito sensível, caso as ordens fossem mudadas ou qualquer coisa desse errado, logo começava a sair vapor pela sua cabeça eletrônica. 

 

 

 

O robô era também dotado de uma laringe artificial, que causou uma série de problemas durante as filmagens, por isso foi a primeira a última vez a ser utilizada. Entre outros personagem introduzidos na história, foi a criação de uma criatura muito amável, parecido com um macaco e que atendia pelo nome de Zoonie e pertencia a uma raça conhecida como Lazoon.

 

 

 

 

Uma talentosa equipe nos estúdios de Efeitos Especiais foi acrescentado para construir a Cidade Espacial, para que as astronaves pudessem pousar tranqüilamente ou até mesmo serem incendiadas. Gerry e Sylvia Anderson escreveram o episódio de abertura e os restante 38 episódios foram revezados pelos escritores Alan Fennell, Anthony Marriott e Dennis Spooner.  

 

 

 

A série Fireball XL5 tinha em sua abertura, uma canção tema e também uma canção como tema final, composta por Barry Gray e cantada por Don Spencer. Barry Gray ainda compôs diversos outros temas, para muitas séries de Anderson. Além da canção tema, a série também gerou uma variedade imensa de produtos autorizados, como brinquedos, equipamentos, modelos e livros. Na Inglaterra foram impressos quatro revistas sobre Fireball XL5, enquanto nos Estados Unidos foi impresso um único comics book. A série foi transmitida no Brasil pela extinta TV Tupi nos ano 70.

 

Personagens

 

 

 

Coronel Steve Zodiac (voz - Paul Maxwell)

Piloto e oficial comandante da nave

 

 

 

Dra Venus (voz - Sylvia Anderson)

Especialista em medicina espacial

e estava a 5 anos em serviço na XL5

 

 

Dr. Matthew Matic (voz - David Graham)

Navegador residente e cientista espacial da XL5

 

Robert - o Robot (voz - Gerry Anderson)

Foi criado pelo Professor Matic, tinha a parte externa transparentes o que permitia ver todo seu mecanismo interno e seus movimentos, também era o co-piloto da nave e ligeiramente egocêntrico.

 

Zoonie, o Lazoon (voz - David Graham)

Um ser intergaláctico, semi-telepático e adotado pela

 Dra. Vênus no planeta Colevio

 

Comandante Wilbur Zero (voz - John Bluthal)

Chefe do Patrulha Mundial Espacial e 

também chefe de Controle da Cidade Espacial.

 

 

Tenente Noventa (voz - David Graham)

 Assistente Espacial e Controlador da Cidade.

 

 

Jonathan Zero

O filho mais jovem do Comandante Zero.

Jock Campbell

Engenheiro Chefe da Cidade Espacial.

Eleanor Zero

Esposa do Comandante Zero.

 

Imagens

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Letra - Fireball XL5 - Barry Gray

 

I wish I was a space man.
The fastest guy alive.
I'd fly you round the universe,
In Fireball XL-5.
Way out in space together,
Compass of the sky,
My heart would be a fireball,
A fireball,
Everytime I gazed into your starry eyes.

 

We'd take the path to Jupiter,
And maybe very soon.
We'd cruise along the Milky Way,
And land upon the moon.
To our wonderland of stardust,
We'll zoom our way to Mars,
My heart would be a fireball,
A fireball,
If you would be my Venus of the stars.

 

Música Tema

 

 

Principais Fontes Bibliográficas

 

http://www.thunderbirds1.hpg.ig.com.br/ 

http://www.angelfire.com/pa2/trkker/fireball.html 

http://www.chuckfoster.com/xl5/ 

http://www.fortunecity.com/tatooine/andersen/249/ 

http://crc.paragould.ar.us/~adam/fab/XL5/fireball.mp3 

http://www.nostalgiacentral.com/tv/kids/xl5.htm 

http://www.my-scifi-stuff.com/fireballxl5/ 

http://www.televisionheaven.co.uk/fireball.htm 

http://www.civil.uwaterloo.ca/frseglen/ 

http://www.geocities.com/ualdc10/index.htm 

http://en.wikipedia.org/wiki/Fireball_XL5 

http://www.imdb.com/title/tt0055673/ 

http://www.aiai.ed.ac.uk/~bat/GA/fireball-xl5.html 

http://www.martinbowermodelworld.com/index.html 

http://spacecity.sfdaydreams.com/index.htm

http://www.toonhound.com/index.htm

 

Retornar/Index

 

 


 



 

tvsinopse.

kinghost.net