tvsinopse.

kinghost.net

 







 


Missão Impossível - Mission Impossible - Parte 2


 

 

No decorrer da série Missão Impossível, as substituições já faziam parte do contexto da série e isso ocorria freqüentemente, assim como a presença de vários artistas convidados como Ricardo Montalban, Robert Colbert, George Takei, Joan Collins, William Shatner, entre outros, além de atores não tão famosos. 

 

 

Com o encerramento da série Jornada das Estrelas, Leonardo Nimoy passou a incorporar o elenco de Missão Impossível interpretando o Grande Paris, um personagem que muito pouco se sabia dele, a não ser o fato de ser um excelente mágico, ilusionista e mestre dos disfarces, muito parecido com o personagem interpretado por Martin Landau nas primeiras temporadas. 

 

 

Nimoy permaneceu na série em duas temporadas, na quarta e quinta somente. Na quarta temporada também houve a participação de Lee Meriwether (a Mulher Gato da série Batman - o filme)  interpretando a agente Tracey, por alguns episódios. Na quinta temporada da série a atriz Lesley Ann Warren entrou para interpretar a agente Dana Lambert, mas permaneceu somente esta temporada saindo logo em seguida por não se adequar a série. 

 

 

Nessa mesma temporada um outro ator Sam Elliot, que na época era muito desconhecido, incorporou-se a série, onde interpretava um agente e um médico chamado Doug. Ao todo participou somente de seis episódios, pois seu personagem não agradou os telespectadores e a audiência começou a decair. 

 

 

Para tentar consertar a situação Linda Day George foi contratada para a sexta e sétima temporada e a audiência voltou a melhorar novamente. A última personagem a aparecer na série foi a agente Mimi Davis que foi interpretada por Barbara Anderson, na sétima temporada, devido a gravidez de Linda. Também foi a única agente a ser mostrada sendo recrutada pela IMF.

 

 

Embora o tema "Guerra Fria" estivesse presente ao longo da série, raramente era mencionada os atritos entre Estados Unidos e União Soviética no decurso da série, mas em um ou outro episódio apareciam líderes da Slavic ou dos países Bálticos como personagens anônimos especializados, nomeados por países inimigos que eram mencionadas apenas de "a república européia" ou "república européia oriental". 

 

 

Adicionalmente os idiomas eslavos e até mesmo o russo eram utilizados nos episódios e até algumas vezes apareciam bonés ou jaquetas indicando conexões com a Alemanha Nazista ou o Pacto de Varsóvia. 

 

 

A organização era também se encarregava muitas vezes de derrubar políticos corruptos e ditadores nos países de Terceiro Mundo, sem conexão com a Guerra Fria, assim como o crime organizado ou homens envolvidos em negócios escusos e políticos dos Estados Unidos. 

 

 

Outro fator muito interessante na série era que a organização jamais cometia assassinatos e quando isso aconteciam eram porque os vilões eram mortos pelos seus próprios comparsas ou algum outro inimigo. 

Durante a quinta temporada os produtores deixaram de lado um pouco as missões internacionais e começaram a se preocupar mais em combater o crime organizado. O crime organizado eram normalmente associados com o "Sindicato", uma organização genérica ou suas franquias. 

 

Partes:  01   |   02   |   03   |   04   |   05   |   Index

 

 


 



 

tvsinopse.

kinghost.net