tvsinopse.

kinghost.net

 







 

tvsinopse@gmail.com

 

 


Do Faroeste Bang Bang - Parte 1


 

 

Quem já não teve aqueles dias que ao acordar logo vir à cabeça uma determinada música que você, mesmo não querendo, ficar a cantarolar o dia inteiro, sem entender direito o porque disso. Você bem que tenta entrar numa outra música, mas não tem jeito pois ele fica ali a persistir. E foi num dia parecido como este que aconteceu uma dessas coisas maravilhosas, quando eu passei praticamente o dia inteiro balbuciando partes de uma música muito antiga de Moreira da Silva, que tem uma letra engraçada, mas que eu não lembrava direito de muita de suas partes.

 

 

Assim curioso, lá fui eu fazer uma daquelas pesquisas a "La Google", a fim de tentar encontrar a tal música. Por sorte, logo descobri o nome e a letra completa da música e que foi um grande sucesso de época chamado “Rei do Gatilho”, e cuja canção começava com uma narração genial que dizia: “O rei do gatilho.... Super bang bang de Michael Gustav, com Kid Morangueira,

o mais famoso pistoleiro de Wichitta. Temido pelos bandidos pois só atirava em nome da lei.... O Rei do Gatilho!”. A música foi composta por Miguel Gustavo e interpretada magnificamente pelo eterno Kid Morangueira, o eterno Moreira da Silva. Ai então comecei a cantarolar a música corretamente.

 

 

Isso acabou me despertando lembranças muito antigas, do meu tempo de criança quando a gente criava revólveres de brinquedos com pequenos pedaços de madeira que ia encontrando pelo caminho, depois encontrávamos com a turma de amigos pra brincar de faroeste. Dividíamos a tarefa de quem seria quem na turma, visto que geralmente a brincadeira começava com uma discussão daquelas, pois todos queriam ser o mocinho. Então, o jeito era tirar no par e impar para saber quem ia ser o mocinho, o xerife e o bandido e assim começava a brincadeira, com direito a tiros de montão, sem esquecer de montar sob o cabo de vassoura que era o nosso cavalo, naturalmente.

 

 

Para nós os garotos, a grande sensação eram os bang bangs da televisão, o cowboy que dava cem tiros de uma vez, já que o mocinho podia atirar quanto quisesse que suas balas nunca acabavam, mas a mesma sorte não se podia dizer dos bandidos, que com o seu azar danado, principalmente ao final do espetáculo, sempre acabava se estrepando. Sorte de mocinho que assim conseguia prender o danado.

 

 

Eram tempos deliciosos que acredito que muita gente deve guardar num cantinho secreto do seu coração. As lembranças mais antigas me retornam ao tempo das fabulosas séries na televisão como o Zorro (Lone Ranger), o Roy Rogers, o Cisco Kid, entre outros e também daqueles belos gibis que eram devorados por todos nós garotos.

 

 

Naquele tempo quem conseguia um desses gibis ia emprestando ao outro e assim todos conseguiam acompanhar as diversas aventuras principalmente aquelas do Tex, do Cavaleiro Negro, Roy Rogers, Carabina Slim, Cavaleiro Fantasma, Durango Kid e Gene Autry entre outros.

 

 

Dizem que as historias em quadrinhos começou na década de 30 nos Estados Unidos e o primeiro gibi mensal conhecido era denominado de Famous Funnies e pelo jeito acertou em cheio o gosto dos adolescentes, assim como do público adulto, pois aos poucos começou a invadir o resto do planeta e aqui no Brasil não foi diferente.

 

 

Muitas publicações também apareceram por aqui e se tornaram bastante populares, mesmo porque era o meio mais barato de diversas aventuras chegarem até o grande público mais humilde, pois o cinema e os livros ainda eram possibilidades apenas para as classes mais abastadas, naqueles tempos.

 

 

Mas, apesar de adorar os gibis, eu como um típico garoto nascido nos anos 50, o que mais chamava minha atenção logicamente era a televisão que estava chegando e com ela a variada quantidade de seriados, e dessa época lembro-me de uma que ficou muito bem guardada em minha memória, que eram as aventuras do elegante Bat Masterson, que eu fazia de tudo para não perder nenhum episódio.

 

 

Lembro-me inclusive que nos anos 60 o cantor Carlos Gonzaga fazer um grande sucesso com a música desta série e que muitos devem se lembrar, que era uma versão da música original composta por Havens Wrey e Bart Corwin, a qual Edson Borges fez dela uma belíssima canção. O genial Carlos Gonzaga também nos encantou com outras canções em homenagem aos cowboys como "Cavalheiros do Céu", composição de Stan Jones, um clássico da música western norte-americana e também a música "Ponderosa", que falava das aventuras da famosa série de televisão Bonanza.

 

Vídeo

 

 

 

Favor aguardar alguns instantes até a completa instalação do link

 

 


 

Partes:  01   |   02   |   03   |   04   |   Index

 


2008 - tvsinopse.kinghost.net - Todos os direitos reservados


 



 

tvsinopse.

kinghost.net

 







 

tvsinopse@gmail.com