tvsinopse.

kinghost.net

 







 


Outros


 

Planetas

 

 

Por uma centena de anos dois planetas próximos Aramis e Darcon pertencente ao mesmo sistema solar estiveram em pé de guerra, de tal forma que as diversas gerações tanto de um lado como de outro não conheceu outra coisa a não ser lutar e lutar, e a sentir ódio um pelo outro. Uma guerra que nem mesmo os historiadores de ambos os lados não sabiam mais dizer por que da briga começar, mas em nome da tradição e cultura mantiveram-se firmes e atrelados a esse passado, não importando o quanto isso custasse para ambos os lados.

 

Foi no meio dessa guerra que certo dia uma espaçonave alienígena vinda da Constelação de Aquarius teve que fazer um pouso forçado devido a problemas em sua nave no planeta Aramis. Esses seres alienígenas possuíam uma tecnologia superavançada se comparada a de ambos os planetas, de tal forma adiante de seu tempo que os aramianos mal podiam compreender toda aquela evolução, mas assim mesmo consideraram a nave como não inimiga e passaram a ajudar no que era possível e com isso também com o decorrer desse tempo adquiriram um pouco desse conhecimento tecnológico.

 

Logo depois a nave foi consertada e seguiu seu caminho, porém em seguida os homens do planeta Aramis aproveitaram a oportunidade desse conhecimento alienígena adquirido e começaram a desenvolver armas de imensas capacidades às escondidas, bem como planejaram por anos a fio de todos os detalhes cuidadosamente para a cartada final ao planeta Darcon.

 

Enquanto isso a guerra foi mantida disfarçadamente com o poder quase que igualitário até que o dia do grande ataque finalmente aconteceu e desta forma os aramianos partiram para cima de seus inimigos com suas novas armas superpoderosas num combate cruel e sangrento até que pouco tempo depois os darconianos não tiveram outra saída a não ser acabar se rendendo. Os sobreviventes passaram a serem escravos e pouco depois a guerra foi extinta, e por esse tempo já não mais existiam dois planetas de diferentes nomes e agora somente Aramis I e II.

 

Com o passar do tempo os darconianos passaram a ter relacionamentos conjugais e também a terem filhos com os aranianos e desta forma uma nova raça de mestiços se formou estabelecendo também o nascimento de uma nova era de preconceitos para com eles que foi gradativamente crescendo gerando conflitos e desentendimentos. Os anos foram acontecendo e com ela vieram os novos pensamentos de igualdade e liberdade, e através das gerações futuras isso passou a ser cada vez mais questionado e tendo uma grande evolução e repercussão.

 

Assim vieram os novos tempos que ocasionaram uma maior liberdade entre os mestiços que a partir de então passaram a questionar ainda mais os seus problemas, mas apesar disso certo ressentimento histórico ainda restara nos darconianos e seus descendentes, que com o passar do tempo começou a repercutir nas novas gerações que foram chegando. Esse ranço começou a servir para muitos como desculpa da inferioridade darconiana ao se considerarem mais pobres, os menos privilegiados e sempre os culpados pelos males do mundo.

 

Então esses descontentes iniciaram a sua luta em defesa draconiana e com ela veio a ideia do ressurgimento do planeta Darcon. A nova juventude de mestiços começou a se vestir de maneira diferente dos demais e também a desenvolver diversos outros hábitos, e a partir de certo momento começou a reivindicar a devolução de Darcon a quem de direito de forma mais aberta e violenta. Com o passar dos anos isso tomou tamanha proporção e a surgir os revolucionários com a sua sede de poder pessoal que começou a fazer com que mais e mais pessoas passaram a aderir a sua causa, até o momento que a guerra retornou e uma nova sangrenta luta se instalou.

 

Esses revolucionários armados aos poucos foram ganhando mais força e após quase dois séculos de lutas, ódio e vingança alcançaram seu objetivo e assim ressurgiu novamente o planeta Darcon restaurando inclusive a sua antiga bandeira. Apesar do retorno aos dois planetas distintos quase não havia mais como saber quem era aramiano ou draconiano, pois a maioria dos dois lados traziam traços raciais semelhantes, com exceção de alguns poucos que geneticamente mantinha ainda traços mais proximamente originais, que por sua vez também passaram a ser hostilizados e maltratados nos dois planetas.

 

Apesar de ocorrer novamente a separação dos dois planetas, Darcon ainda continuava mantendo uma inferioridade militar perante Aramis e sofrendo uma série de atentados contra seus habitantes, porém inacreditavelmente num certo dia uma outra nave alienígena supostamente com problemas vinda de outra galáxia pousou desta vez em Darcon e nesse dia todos festejaram a chegada desses visitantes esperando que eles lhes mostrassem uma nova tecnologia capaz de aniquilar seu principal inimigo como já acontecera anteriomente em tempos remotos. Desta vez, porém não foi o que aconteceu, pois eles chegaram para saquear os dois planetas indistintamente, roubar suas preciocisidade, violentar suas mulheres e escravizar os homens mais forte e dizimar a quem a eles se opusessem.

 

Neste momento que os dois planetas começaram a sofrer os horrores dessa invasão alienígena e eles puderam pela primeira perceber o quanto era pequeno e mesquinho as suas lutas e reivindicações, e assim nasceu e cresceu a união para um bem comum. Começaram a surgir em diversos cantos dos dois planetas pequenos grupos de sabotagem que se comunicava entre si usando velhos e antigos sinais pré-históricos de ambos os planetas imperceptíveis aos alienígenas. Essa luta durou anos, mas por fim conseguiram expulsar os alienígenas e nos anos seguintes começaram a reconstrução dos dois planetas, uns ajudando o outro como nunca havia se visto na história desses dois povos.

 

Novos pensadores surgiram e com ela foram criadas leis de tolerância e fraternidade entre os dois planetas, que tem hoje a mesma bandeira e cantam o mesmo hino criado por um jovem mestiço e compositor que fala de paz e amor entre os povos. A letra também mostra que as ações pessoais nunca devem sobrepor as universais, cita que as lutas, sejam quais forem, sempre tem uma causa e uma consequência e por isso é preciso sempre ser pensadas com muito carinho, para que não se arrependam depois, e que todos são livres e iguais perante a natureza. Assim fala essa canção.

 

Retornar/Outros

 

 


 

 



 

tvsinopse.

kinghost.net