tvsinopse.

kinghost.net

 







 


The Saint - O Santo  - Parte 1


 

 

The Saint ou O Santo como ficou conhecido no Brasil foi uma famosa série inglesa de televisão dos anos sessenta, envolvendo mistério, espionagem e thriller, baseado no personagem Simon Templar, de uma das obras literárias de Leslie Charteris, que apareceu pela primeira numa novela chamada “The Saint Meets the Tiger” em setembro de 1928, seguidas de muitos outros livros de grande sucesso.

 

 

O escritor Leslie Charteris nasceu como Leslie Charles Bowyer-Yin, no dia 12 de maio de 1907, em Singapura. Seu pai era um médico chinês e sua mãe uma inglesa. Desde criança mostrou-se grande interesse pelos contos, poesias, filmes serials e tinha até mesmo grande interesse por histórias em quadrinhos.

 

 

Escreveu seu primeiro livro ainda no primeiro ano da Faculdade em Cambridge e assim que deixou a faculdade começou a trabalhar em diversos tipos de empregos, como garçom de um bar, transportador, fretador de trabalhadores e até numa mina de latão, entre outros, mas sempre continuou escrevendo suas histórias e thrillers ingleses.

 

 

Em 1926, mudou seu nome para Charteris e começou a trabalhar na rádio BBC 4 e em 1932 foi para os Estados Unidos, onde continuou a publicar seus livros e também a trabalhar em roteiros de filmes para o cinema.

 

 

Na década de 30 e 40, alguns de seus livros e manuscritos foram levados para o cinema. Em 1952 casou-se com a atriz Audrey Long e mais tarde retornou a Inglaterra onde viveu até a morte, em 15 de abril de 1993, aos 85 anos, em Windsor, Bershire, Inglaterra.

 

 

Leslie Charteris provavelmente sempre será lembrado pelo seu personagem mais conhecido, Simon Templer, um homem descrito em seus livros como sujeito de uns 27 anos de idade, alto, moreno, profundamente bronzeado e de olhos azuis. Poucos detalhes de sua vida são conhecidos, mas sabia-se que sua rotina matutina consistia de correr, saltar, descer para a praia e nada cerca de um quarto de milha.

 

 

O sucesso dos livros de Charteri chegaram a rádio no início da década de 40, através do ator britânico Terence de Marney pela Athlone Radio. Pouco tempo depois, as histórias do nosso herói começaram a serem narradas pela NBC, através de Edgar Barrier, por volta de 1945. Pouco tempo depois Brian Aherne também lançava sua série através da CBS.

 

 

Entre 1947 a 1950 foi a vez Simon Templar ser interpretada na voz do famoso ator Vincent Price na American Radio, depois vieram outros, em outras estações como Barry Sullivan na década de 50, assim como Tom Conway, Tom Meehan, Felix Paul Gabriel Marten e também Paul Rhys que interpretou O Santo pela BBC Radio 3, mais recentemente em 1995.

 

 

 

Mas, bem antes da rádio, o personagem Simon Templar já fazia sucesso no cinema no filme “Saint in New York”, estrelado por Louis Hayward e também com George Sanders em “The Saint Strikes Back”, todos os dois de 1938.

 

 

Cinco anos depois, em 1943, foi a vez de Hugh Sinclair interpretar Simon Templar em “The Saint Meets the Tiger”, um filme da Republic Pictures. Na década de 60 foi a vez de Felix Marten e mais recentemente, em 1997, uma película com Val Kilmer.

 

 

No início da década de 60, o personagem Simon Templer chegava à televisão protagonizado pelo ator Roger Moore vivendo as aventuras de um homem rico, boa pinta, que muito pouco se sabia ao seu respeito, mas era muito inteligente, irônico, sofisticado e que vivia cercado de lindas e fogosas mulheres.

 

 

Mas, por detrás disso escondia um homem considerado como um bandido, mais ou menos como um Robin Hood da era moderna, sempre lutando em favor dos fracos e dos oprimidos, para que justiça prevalecesse acima de tudo. Por isso mesmo era até respeitado pelos policiais, apesar de usar de meios ilegais para alcançar seus objetivos.

 

 

Templar era muito conhecido nos meios sócias e também procurado em quase todos os continentes, mas poucos eram aqueles que sabiam de sua outra identidade. Por isso mesmo podia circular livremente sem que despertasse suspeita.

 

 

Uma característica marcante deste personagem na televisão era o uso de um cartão de visita onde havia uma figura representando um santo, que ele as entregava às pessoas que necessitassem de sua ajuda.

 

 

Ele possuía um possante Volvo P1800, todo branco, bem ao estilo de James Bond. Aliás, curiosamente mais tarde Roger Moore interpretaria o papel do famoso agente 007, no cinema, substituindo Sean Cornery.

 

 

Segundo vários autores, esta série serviu também como um treinamento para o papel que posteriormente interpretaria no cinema, de James Bond, que o deixaria internacionalmente reconhecido como um dos grandes atores do Século XX.

 

 

Dizem até que, por duas vezes foram feitos convites para que Moore aceitasse o papel do agente 007 no cinema, durante a produção deste seriado de televisão, mas ele não pode aceitar devido aos seus outros compromissos.

 

Partes:   01   |   02   |   03   |   04   |   05   |   06   |   07   |   08   |   09   |   Index

 

 


 



 

tvsinopse.

kinghost.net