tvsinopse.

kinghost.net

 







 


Supercar - Parte 1


 

 

Supercar era uma série de aventura para crianças produzido por Arthur Provis, Gerry Anderson e Sylvia Anderson da AP Films para ATV e ITC Entertainment, apresentado originalmente pela ITV, na Inglaterra, em preto e branco, entre 28 de janeiro de 1961 à 20 de abril de 1962, num total de 39 episódios de 30 minutos cada, em duas temporadas.

 

 

Esta série de bonecos e marionetes foi um dos primeiros trabalhos a utilizar uma técnica criada por Gerry Anderson denominada de Supermationation, mas até chegar ao início das filmagens, a série passou por um penoso e demorado caminho pelos produtores da AP Films, que até então havia somente produzido três séries de bonecos: The Adventures of Twizzle, Torchy the Battery Boy e Four Feather Falls.

 

 

Após o encerramento da última série de bonecos, Gerry Anderson fez um filme chamado Crossroads to Crime, um thriller em live-action, escrito por Alu Falconer, estrelado por Anthony Oliver, mas o filme foi um fracasso se comparada a série de bonecos. 

 

 

Foi quando Gerry viu que suas melhores chances e de sua empresa estavam nas séries de bonecos. Diante disso desenvolveram alguns esboços para uma nova série que foi chamada de Supercar, também utilizando bonecos e marionetes e apresentaram a Granada Television.

 

 

Mas o futuro da AP Films não parecia promissor diante do silêncio da Granada Television. Quando as esperanças já estavam quase desaparecendo, Gerry recebe um telefonema de um velho amigo Frank Sherwin Green, que estava trabalhando na Beaconsfield Studios, que mudaria completamente sua vida.

 

 

Frank apresentou a Gerry o produtor financeiro Connery Chapel, na esperança de que ele pudesse ajudar o velho amigo a continuar mantenho a AP Films. Após conversas e trocas de algumas vantagens da AP Films, Connery organizou uma reunião entre Gerry e o Diretor Administrativo da Independent Television Company ATV, Lew Grade.

 

 

Nesta reunião Gerry apresentou a Lew Grade os prospectos do que poderia ser sua nova série, Supercar. Lew gostou e imediatamente encomendou a AP Films 26 episódios de 30 minutos desta série. A partir daquele momento Supercar entrava em produção.

 

 

Os primeiros 26 capítulos para a série foram escritos pelos irmãos Martin e Hugh Woodhouse que entregavam um script por semana, que depois eram ajustados por Anderson e acertados com Lew Grande quanto ao custo e horário de produção.

 

 

Supercar foi a primeira série de Gerry destinada a ser uma bela arte e tecnologicamente mais versátil que às demais séries que ele já havia produzido. Supercar, como seu nome já dizia, era um super carro, um veículo muito anos à frente de seu tempo, todo equipado e capaz de viajar para todos os lugares e em quaisquer circunstâncias, ou seja, na terra, no ar e até debaixo do mar.

 

 

Em terra, Supercar andava sobre uma almofada de ar em lugar de rodas. Jatos em sua parte traseira permitiam ele voar como um jato e também tinha asas retráteis que estavam incorporadas na parte de trás do carro.

 

 

Supercar possuía um aparelho chamado de Retrorockets, no lado do carro, que reduzia a velocidade do veículo. O carro também usava uma tecnologia conhecida como "Clear-Vu" que tinha um monitor de televisão em seu interior que permitia os ocupantes observar através de névoas ou fumaça. Supercar foi desenvolvido num laboratório secreto que ficava no deserto de Nevada, nos Estados Unidos.

 

 

O protagonista desta série era o ator animatronic, o piloto de teste, Mike Mercury, que juntamente com seu amigo Jimmy Gibson e o incrível macaco falante Mitch, sempre estavam na mira do maléfico Masterpy, do seu companheiro Zarin e dos dois comparsas ingleses conhecidos como Harper e Judd. 

 

 

Os cientistas responsáveis pela criação do criação do Supercar eram o professor e cientista Rudolph Popkiss e o cientista britânico, calvo e gago o Dr. Horatio Beaker, dois respeitadíssimo engenheiros e designers.

 

 

Gerry Anderson sempre contava que ele havia inventado os veículos futurísticos como uma desculpa para não mostrar o caminhar dos bonecos, por isso nunca fazia nada para parecer tão real. Este ponto de vista pode ter sua lógica ao observarmos na série Captain Scarlet, na qual quase todos os bonecos nunca são vistos andando.

 

 

Supercar era uma balsa de madeira bem leve, projetada por Red Hill a um custo de mil libras, uma fortuna na ocasião, especialmente para uma companhia que estava com uma dificuldade financeira medonha. Na realidade o dinheiro era tão apertado naquele momento que a companhia teve de recorrer a usar 1500 caixas de papelão de ovos vazias, preso nas paredes de seu estúdio, para fazer a sonorização.

 

 

As músicas para a série foram compostas e conduzidas por Barry Gray, sendo que o tema de abertura e encerramento foi interpretada por Mike Sammes para a primeira temporada. Na segunda temporada o grupo vocal The Mike Sammes Singers re-gravou o tema.

 

 

Não obstante a todos esses problemas que vinha de qualquer nova produção, o importante era manter a fé de Lew Grade no projeto, assim como o investimento da ITC. Anderson provavelmente nunca acreditou que esses trinta e nove episódios iriam marcar profundamente sua vida e sorte financeira.

 

 

Posteriormente Anderson venderia este seriado, a mais de cem emissoras no mercado norte-americano e em mais de quarenta países, assim como Supercar foi a primeira série de Gerry Anderson a ser adaptada para um revista em quadrinhos nos Estados Unidos, pela editora Gold Key e lançadas entre novembro de 1'962 a agosto de 1963.

 

Partes:  01   |   02   |   03   |   04   |   Index

 

 


 



 

tvsinopse.

kinghost.net