tvsinopse.

kinghost.net

 







 


Toro e Pancho - Tijuana Toads - Parte 1


 

 

Toro e Pancho ou originalmente Tijuana Toads foi um desenho animado de televisão realizado pela United Artists, criado pela DePatie-Freleng Enterprise (DPF) e produzido através da Mirisch-DePatie-Freleng Production, centrados em dois sapos, que viviam na cidade de Tijuana, no México, usavam aqueles chapéus imensos e falavam com aquele sotaque típico da região.

 

 

Aparentemente esses dois sapos não queriam saber de outra coisa na vida a não ser ficar tirando um belo cochilo, apanhar deliciosos insetos e/ou entreter-se com alguma brincadeira, diante daquele sol escaldante daquele lugar. Um deles, o mais gordo, chamava-se Toro e aparentemente ser bastante forte. Não era propriamente um sapo mau humorado, mas com certeza era o que mais rapidamente se irritava, principalmente com Pancho, o seu companheiro, mas também em outras ocasiões se mostrava bastante feliz e muito amigo e companheiro com ele.

 

 

Uma das coisas que Toro costumava de fazer era de dizer que ele havia tido uma grande idéia, quando na realidade era Pancho que inicialmente havia sugestionado isso. E, quando Pancho reclamava que era ele que havia tido aquela idéia, Toro ficava bravo, nervoso e ameaçava de bater nele. Pancho, ao contrário de Toro, era um sapo magro e esguio, tinha as pernas compridas como às de uma rã e geralmente estava sempre muito alegre. Também era muito esperto às vezes, além de ter sempre idéias mirabolantes. Como Pancho era fisicamente inferior a Toro, sempre agia com mais submissão ao companheiro e vira e mexe também acabava levando uns safanões dele, mas no final de alguns episódios Pancho conseguia se mostrar melhor que Toro, invertendo a situação entre eles. Nesse momento era Pancho que dava uns bons safanões em Toro.

 

 

Em muitos episódios as suas aventuras tinham um início com uma pequena introdução com os dois sapos fazendo ou pensando em alguma coisa para fazer, logo em seguida começava a história propriamente dita. Essa primeira parte entre os dois sapos eram bem rápida, porém muito mais engraçada até que a própria história que vinha logo a seguir, pois aconteciam cenas geniais. Este desenho animado não era daqueles que os dois ficavam o tempo todo brigando entre eles, havia muitos momentos em que Toro e Pancho ficavam bastante alegres, se portavam como verdadeiros amigos e nas horas de perigo, um sempre tentava proteger o seu companheiro de um inimigo em comum.

 

 

Os episódios eram bem curtos, por volta de aproximadamente uns seis minutos de duração, com eles se envolvendo com todo tipo de acontecimentos ou perigos. Eram atacados por gatos, perseguidos por bruxas, mordidos por filhotes de jacaré e até servir de jantar para um embaixador francês. Havia também uma ave pernalta que parecia ser uma cegonha que participava em vários episódios tentando comer os dois sapos, mas sempre acabava se dando muito mal. Até a Cobrinha Azul e um Besouro Japonês, que também se tornaram uma série animada própria da DePatie Freleng, apareceram separadamente num dos episódios deste espetáculo. Alguns autores inclusive mencionam e até com muita lógica, que os dois personagens, Toro e Pancho tenham sido inspirados na dupla de cômicos O Gordo e o Magro, devido tanto as suas semelhanças físicas, bem como pelos acontecimentos e suas personalidade que eram muito parecidas.

 

 

O espetáculo foi apresentado originalmente nos Estados Unidos, pela rede ABC, entre 1969 a 1972, num total de 17 episódios e no Brasil através do SBT, com grande sucesso. A série original contou com a voz do ator Don Diamond (lembram-se dele como Cabo Reys em Zorro) como Toro e Tom Holland fazendo a voz de Pancho. A direção do espetáculo contou com a participação de Hawley Pratt, Art Davis, Grant Simmons e Gerry Chiniguy, entre outros e a música de abertura ficou a cargo de Doug Goodwin.

 

 

Pouco tempo depois do encerramento da série pela televisão, Toro e Pancho voltou fazendo parte integrante dos desenhos animados da Pantera Cor-de-Rosa, com uma nova roupagem, novos dubladores, contando piadas que não eram tão engraçadas como as originais e além disso acabou irritando os mexicanos que se sentiam constrangidos por ser de muito mau gosto.

 

 

 

Em decorrência disso, em 1976, os dois sapos voltaram numa nova série, agora denominada como “Texas Toads”, onde os personagens de Toro e Pancho foram renomeados como Fatso e Banjo, assim como o local de atuação dos dois sapos não serem mais em Tijuana, mas sim no Texas, perdendo as características principais deles. A produtora investiu nesse novo empreendimento, mas o efeito ficou desastroso e o tiro acabou saindo pela culatra, pois as mudanças acabaram não sendo de agrado nem dos antigos fãs, nem dos novos telespectadores, o que lamentavelmente levou ao encerramento definitivo dos dois personagens, tão divertidos e criativos.

 

Vídeos - Clique

 

 

Partes:   01   |    02    |   03   |   04   |   05   |   06   |   07   |   08   |   09   |   Index

 

 


 



 

tvsinopse.

kinghost.net